O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Morre em São Luís, o engenheiro Luiz Phelipe Andrés

O engenheiro Luiz Phelipe Andrés, 72 anos, morreu na noite de sábado, 4, deixando de luto a área cultural do Maranhão. Mineiro de Juiz de Fora, radicou-se no Maranhão desde 1977, sendo um dos responsáveis pela recuperação do Centro Histórico de São Luís.

No período de 1993 a 1995 foi secretário de estado da Cultura e desde 2010 era conselheiro do Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), como representante da sociedade civil.

Andrés também foi criador do Estaleiro Escola do Sítio Tamancão, além de ser membro efetivo da Academia Maranhense de Letras (AML), na cadeira 23, patroneada pelo escritor e diplomata Graça Aranha.

A causa da morte não foi divulgada pela família.

Prefeito Eduardo Braide emite nota de pesar pelo falecimento de Luiz Phelipe Andrès

Com profundo pesar recebi a notícia do falecimento de Luiz Phelipe Andrès, ocorrido neste domingo (5).

Mestre em Desenvolvimento Urbano, Luiz Phelipe Andrés foi um dos responsáveis pelo título de São Luís como Patrimônio Mundial. Também foi o coordenador do projeto de Revitalização do Centro Histórico de São Luís (Projeto Praia Grande/Reviver), e o relator do dossiê do Complexo Cultural do Bumba-meu-boi como Patrimônio Brasileiro pelo Iphan.

Foi idealizador e coordenador do Estaleiro Escola, projeto fundamental para a formação de aprendizes na tradição da construção naval em nosso Estado.

Perdemos hoje uma referência. Contudo, São Luís será eternamente grata a Luiz Phelipe Andrès por sua profunda dedicação, entusiasmo e zelo para com a nossa história, nossas tradições, com a nossa cultura.

Neste momento de consternação, meus sentimentos aos familiares e amigos de Luiz Phelipe Andrès que deixa a todos nós, um legado incomparável.

Eduardo Braide

Prefeito de São Luís