Maranhão Verde – Eixo Indígena promove ações de resgate e valorização nas aldeias

A riqueza, diversidade e peculiaridade da produção indígena reconhecida e valorizada com as ações do programa Maranhão Verde: Eixo Indígena. A iniciativa do Governo do Estado propõe o resgate destas populações a partir da construção de uma cadeia integrada para incentivo, assistência técnica e comercialização dos projetos produtivos realizados nas aldeias. As ações do programa foram levadas em comunidades indígenas de Barra do Corda, Fernando Falcão, Grajaú e Tuntum. Canabrava e Bacurizinho são as próximas áreas visitadas. 

O trabalho é coordenado pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), com equipe composta por 33 profissionais técnicos que coordenam as atividades do programa em 17 aldeias. Ao entrar nas aldeias, a equipe promove ações de sensibilização, mostra o que é o programa e explica os critérios para integração. O programa já esteve em quatro aldeias e a meta é alcançar cerca de mil famílias indígenas. Os técnicos contam com suporte de 13 indígenas, treinados pela Agerp, para contribuir com o trabalho. 

“O programa é uma ação apaixonante, pois estamos buscando protagonizar estes homens e mulheres que são os desbravadores e nossos povos originários. O grande diferencial é a participação de técnicos indígenas na equipe, auxiliando com seu conhecimento e saberes. A agência iniciou o trabalho de sensibilização nas aldeias e qualificou profissionais para o acompanhamento e promoção da cidadania, justiça social, dignidade e qualidade de vida aos indígenas”, explica a presidente da Agerp, Loroana Santana.

Nesta etapa, as comunidades indígenas beneficiados são Alto Turiaçu, Arariboia, Awa Guajá, Bacurizinho, Cana Brava, Caru, Geralda Toco Preto, Governador, Krikati, Kanela, Lagoa Comprida, Morro Branco, Porquinhos, Rio Pindaré, Rodeador e Urucu/Juruá e Krenyê. A ação beneficiará mil famílias de sete etnias Ka’apor, Guajá, Tenetehara, Guajajara, Timbira, Kanela, Krikati e Gavião Pukobiê.

No processo de criação do programa Maranhão Verde: Eixo Indígena, o Governo do Estado escutou os movimentos sociais indígenas maranhenses, que participaram da elaboração e execução de diversas etapas da ação. O Eixo Indígena é direcionado em três áreas, de acordo com sua temática: “conservar, capacitar e produzir” e direciona apoio à agroecologia. Voltado à produção alimentar e conservação ambiental das terras Indígenas do Estado, o programa lançará editais no valor de R$ 5 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.