O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Maranhão sedia encontros que reforçam a importância logística do Arco Norte para a economia brasileira

A VLI, empresa logística que opera ferrovias, portos e terminais, administradora da Ferrovia Norte-Sul (FNS), e que atua no Porto de Itaqui (MA), é uma das apoiadoras do road show “Integração e Desenvolvimento do Corredor Centro-Norte”, realizado pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Corredor Centro-Norte (Adecon). O objetivo do tour é apresentar as características e aptidões que tornam o ramal um importante ativo gerador de novos negócios no Norte do país e rota para movimentação de fluxos destinados à exportação.

Ao longo de 13 encontros, órgãos, entidades e empresas integrantes terão a oportunidade de estabelecerem diálogos com os representantes dos setores produtivos, com o intuito de estreitar relacionamentos e prospectar novas parcerias. O Estado do Maranhão sediou o segundo destes encontros na última sexta-feira (17), em Balsas, e será palco de novo encontro a ser realizado na próxima quinta-feira (23), no município de Imperatriz.

Até o dia 9 de novembro, 12 municípios de cinco estados, além de Brasília (DF), serão visitados pela comitiva que, além de Adecon e VLI, conta com representantes do Porto de Itaqui, empresas associadas, instituições de fomento e secretarias de desenvolvimento dos respectivos estados e municípios.

O chamado Arco Norte é considerado a nova fronteira agrícola brasileira e é um dos focos de atuação da VLI. Um bom exemplo dos esforços da companhia em promover ainda mais eficiência nas operações na região foi anunciado em julho deste ano. Em parceria com a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (Copi), foi formalizado o desenvolvimento de uma nova estrutura logística para atender à crescente demanda do setor produtivo agricultor por insumos fertilizantes no Norte do país.

No acordo estão previstos a criação de um novo ramal ferroviário, conectado à malha do Corredor Centro-Norte e interligado ao Terminal da Copi no Porto de Itaqui (MA) por meio do qual os insumos serão carregados e transportados por quase 1 mil quilômetros até um novo terminal intermodal que será construído em Palmeirante, no Tocantins.

O investimento para a viabilização do projeto será de aproximadamente R$ 200 milhões. A capacidade inicial de movimentação proporcionada por esta nova estrutura será de 1,5 milhão de toneladas ao ano.

Calendário – road show “Integração e Desenvolvimento do Corredor Centro-Norte”:

14/09 – Teresina (PI)
17/09 – Balsas (MA)
21/09 – Araguaína (TO)
23/09 – Imperatriz (MA)
28/09 – Gurupi (TO)
30/09 – Porto Nacional (TO)
05/10 – Santana do Araguaia (PA)
07/10 – Confresa (MT)
14/10 – Canarana (MT)
18/10 – Porangatu (GO)
20/10 – Uruaçu (GO)
27/10 – São Paulo (SP)
09/11 – Brasília (DF)

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Escolhida como uma das 150 melhores empresas para trabalhar pela revista Você S/A, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.