Instrutora de pilates revela passo a passo para boas aulas online com pacientes idosos

Entre os desafios de aulas online que a quarentena tem proporcionado, podemos destacar o ensino de Pilates para os idosos. De acordo com a instrutora Patricia Bueno, boa parte de seus alunos são da terceira idade, fazendo que cada adaptação seja realizada com muita atenção e cautela.

Segundo a educadora física, “o processo de envelhecimento gera diminuição da reserva funcional como massa muscular, sistema cardiovascular e respiratório. Os exercícios do Pilates atuam na manutenção e melhora em todos os sistemas, que promove a funcionalidade e independência do idoso, mesmo em aulas online é primordial manter a força em atividades como se levantar e se sentar, mobilidade dos braços e coluna vertebral”.

A pós-graduada em fisiologia do exercício, biomecânica e pilates percebeu que muitos idosos têm dificuldade em utilizar celulares e computadores para aulas online, porém, já acessam vídeos que recebem da família por redes sociais. Sendo assim, Patricia descobriu que pode enviar uma aula simples gravada com exercícios possíveis de serem realizados pelo aluno.

Realizada essa primeira etapa, recebem o convite para realizarem uma aula por vídeo chamada, assim, seus movimentos podem ser avaliados e corrigidos. “Após este contato, é importante inseri-lo numa sala virtual com outros idosos com a mesma dificuldade, isso dará mais conforto durante a aula caso surjam maiores dificuldades”, ressalta a sócia proprietária do Studio Pilates Patricia Bueno.

Ainda, Patricia explica que “em relação à quarentena, devido à COVID 19, as evidências científicas apontam efeitos positivos dos exercícios físicos apropriados, realizados de forma moderada, em relação às infecções virais e ao controle imunológico. Isso poderá contribuir na diminuição das células inflamatórias”.

Entre as preocupações na elaboração das atividades, também surgiu a necessidade no bom uso dos aparelhos de vídeo. “O Pilates online na terceira idade requer muita cautela nas escolhas de exercícios; devem ser movimentos seguros, além de observar sempre se o celular está bem posicionado, para que o professor possa identificar possíveis erros de postura e risco de quedas”, explica a educadora.

Quando se trata de idosos com dificuldade em se deitar no chão, é indicado realizar exercícios na cama. “Esse ponto é importante, principalmente quando existe a possibilidade de não conseguir levantar depois, podendo gerar quedas, por isso a adaptação na cama. Essa opção também é indicada para idosos com deficiência física”, ressalta a empreendedora.

Indicação de exercícios para idosos


De acordo com Patricia, as aulas online ajudam no alívio de dores associadas ao envelhecimento e ao sedentarismo que ocorre na quarentena. Os exercícios são leves a moderados, com intuito de melhorar a funcionalidade, por isso é importante realizar perguntas sobre o bem estar para direcionar a aula.



– Rotação do quadril

Posição inicial: Deitada em decúbito dorsal (barriga para cima), joelhos flexionados com pés na cama e braços afastados

Movimento: juntar os joelhos e movimentá-los de um lado para o outro até tirar o quadril da cama sem tirar os ombros.

5 x cada lado

Mobilização do joelho

Posição inicial: deitada em decúbito dorsal (barriga para cima), segurar atrás de uma das coxas, outra perna flexionada com pé apoiado na cama.

Movimento: Flexionar e estender o joelho.

10 x cada perna

Ponte

Posição inicial: Decúbito dorsal (barriga para cima), pra apoiados, sem travesseiro e braços ao lado do corpo.

Movimento: elevar o quadril e procurar mobilizar as vértebras

10 x

*procurar associar a respiração, soltar o ar abraçando os órgãos (ativando o abdômen), ombros longe das orelhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.