Governo reforça Rede de Triagem Neonatal e amplia assistência às mães e bebês

Com o objetivo fortalecer a prevenção do desenvolvimento de deficiências, atraso no desenvolvimento psicomotor e óbitos na primeira infância, o Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), tem fortalecido a Rede de Triagem Neonatal. A rede envolve todas as unidades da rede pública estadual que realizam parto, e é composta por serviços para detectar e intervir em tempo oportuno possíveis problemas de desenvolvimento infantil. 

Entre os serviços oferecidos pela rede estão os testes como o da Orelhinha, Pezinho, Coraçãozinho, Linguinha e Olhinho, cuja idade ideal para a realização é do terceiro ao quinto dia de vida. 

De acordo com o secretário adjunto de Atenção em Saúde (SAAS/SES), Carlos Vinícius Ribeiro, a Triagem Neonatal acontece nas diferentes maternidades mantidas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). 

“Isso inclui os diferentes exames, que checam o funcionamento dos diversos sentidos do organismo: audição, visão e detectam algumas doenças que podem atrapalhar o desenvolvimento pleno do recém-nascido. Ofertamos esses exames na rede estadual, principalmente o teste da orelhinha, do pezinho, do coraçãozinho, da linguinha e do olhinho e, hoje, dispomos de equipamentos mais modernos para realizar a detecção precoce e fazer o referenciamento e o tratamento desse paciente”, explica o secretário adjunto. 

Os testes mencionados foram mantidos, mesmo durante a pandemia da Covid-19, e são realizados em São Luís, no Complexo Hospitalar Maternidade Benedito Leite, Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão (MACMA) e Maternidade Nossa Senhora da Penha. Já no interior do estado, os serviços são oferecidos na Maternidade Humberto Coutinho, município de Colinas; Hospital Geral de Alto Alegre; Hospital Geral de Timbiras; Hospital Macrorregional Alexandre Mamede Trovão em Coroatá; Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz; 
Hospital Regional Adélia Matos na cidade de Itapecuru Mirim e no Hospital Regional de Balsas. 

O diretor geral da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão, Dr. Hilmar Ribeiro Hortegal, destaca a importância da realização dos exames neonatais e biológicos realizados nos recém-nascidos. 

“O conjunto de ações preventivas para rastreamento específico na população com idade entre zero e 28 dias de vida é oferecido na MACMA para garantir a identificação de distúrbios e doenças no recém-nascido em tempo oportuno para intervenção adequada, garantindo tratamento e acompanhamento contínuo às pessoas com diagnóstico positivo, visando reduzir a morbimortalidade e também a melhoria da qualidade de vida”, afirma o diretor geral.  

Equipamentos avançados estão disponíveis na rede pública estadual de saúde para a realização de um melhor diagnóstico. Entre eles, o BERA ou Potencial Evocado Auditivo, que avalia a integridade das vias auditivas, identificando as ondas elétricas geradas a partir de um estímulo sonoro e o sistema de Emissões Otoacústica Evocadas (EOAs), que é o mais novo método para a detecção de alterações auditivas de origem coclear, considerado objetivo, simples e não invasivo. Este último, disponível no Centro Especializado em Reabilitação (CER) Cidade Operária, referência em reabilitação auditiva, na Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão e no Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.