.

Governo lança a campanha “Onde eu estiver, ajudo uma mulher a empreender”, que incentiva a autonomia econômica das mulheres

O Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Mulher (SEMU), em alusão ao mês de julho, que possui muitas datas importantes para as mulheres negras, como o Dia Nacional do Combate à Discriminação Racial (03/08); o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha (25/08); o Dia Nacional de Tereza Benguela e da Mulher Negra (25/08); o Aniversário de Marielle Franco (27/08); e o Dia Internacional da Mulher Africana (31/08),  lança a campanha “De onde eu estiver, ajudo uma mulher a empreender”, visando enfraquecer estigmas, as injustiças profissionais, as desigualdades de gênero, e, sobretudo, incentivar a autonomia econômica das mulheres.

A campanha foi pensada a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) durante a pandemia, que revelam que mais de 30 milhões de famílias são chefiadas, hoje, por mulheres empreendedoras, que estão à frente de seus pequenos negócios para levar o sustento aos seus lares, mas que com a necessidade de confinamento podem estar enfrentando dificuldades financeiras, sociais e psicológicas.

Dentro desse contexto, a campanha tem como foco a sororidade, esse conceito tão importante para o universo feminino, que evidência a reciprocidade das mulheres, umas para com as outras, resultando na empatia feminina.

O mote “De onde eu estiver, ajudo uma mulher”, foi escolhido justamente por sintetizar genuinamente a concepção da palavra “sororidade”, que remete ao conceito de união feminina em um momento tão complicado, para incentivar que as mulheres ajudem umas às outras da forma que puderem.

A campanha propõe experiências para incentivar e viabilizar o empreendedorismo feminino em todo o Maranhão, através dos grupos produtivos espalhados pelos municípios do estado, promovendo ações e estabelecendo diretrizes para implementar políticas públicas que preparem a mulher para exercer um ofício e gerar sua própria renda.