O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Escola de Governo do Maranhão credencia novos instrutores

O Governo do Maranhão considera importante a formação e aperfeiçoamento dos servidores públicos estaduais. Por isso oferece aos profissionais de diversas áreas de formação, inclusive servidores, a oportunidade de atuar no quadro de instrutores da Escola de Governo do Maranhão (EGMA).

O credenciamento é permanente e os candidatos poderão se inscrever por meio virtual, observando as regras contidas no Edital de Credenciamento disponível no endereço eletrônico: egma.ma.gov.br, no menu “Seja nosso Instrutor”.

O credenciamento presencial está temporariamente suspenso. A medida obedece ao Decreto Estadual nº 36.531/2021, assinado na última quarta-feira (3) pelo governador Flávio Dino, e objetiva o combate à Covid-19 no Maranhão.

Durante a seleção, cada interessado recebe uma pontuação de acordo com os pré-requisitos previstos em edital e são aprovados caso obtenham, ao final da avaliação, a pontuação mínima exigida. Após a aprovação é cadastrado no Banco de Talentos da EGMA e poderá atuar nos cursos e eventos ofertados pela Escola.

Após ingressar no corpo de instrutores, o profissional estará apto a ministrar aulas com conteúdos relacionados à formação acadêmica ou com a experiência profissional na área de atuação, bem como realizar outras funções relacionadas à instrutoria.

Servidor facilitador

Os servidores públicos estaduais também podem se credenciar por meio do Edital Servidor Facilitador. Podem se cadastrar os servidores públicos ativos do Estado, inclusive os ocupantes de cargo em comissão.

O Servidor Facilitador foi instituído pela Lei nº 10.235, de 13 de maio de 2015, regulamentada pelo decreto nº 31.608, de 8 de abril de 2016, instituído pelo governador Flávio Dino.

Saiba mais

A atividade de instrutoria realizada na EGMA consiste em ministração de aulas, coordenação pedagógica e técnica, elaboração de plano de curso, conteúdo e material didático necessário à docência, incluindo as atividades de palestrante, conferencista, moderador, tutor, apoio técnico ou equivalente em cursos de formação presencial ou à distância de servidores públicos estaduais.

As atividades não poderão exceder, em horário de expediente, oito horas diárias, nem ultrapassar o limite mensal de 40 horas e anual de 120 horas de trabalho, ressalvada situação de excepcionalidade, quer por falta de instrutores ou conveniência da administração pública estadual, que poderá autorizar o acréscimo de até 80 horas anuais, mediante ato da Secretaria de Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep).

EGMA

A Escola de Governo do Maranhão é uma instituição integrante da estrutura organizacional da Segep, com a atribuição de realizar a formação dos servidores públicos estaduais, além da pesquisa e modernização da gestão.