Diamantes Memorial: Luto no meio de uma pandemia global

Com a atual pandemia do novo Coronavírus, estamos vivendo um episódio inédito na história da humanidade. De maneira muito triste e pesarosa, milhares de vidas vêm sendo perdidas dia após dia por conta de complicações da doença, em alguns ligares mais do que em outros. Infelizmente, o Brasil faz parte dos países onde a pandemia tem ceifado um número enorme de vidas humanas, devido a uma série de fatores: sistemas de saúde com capacidade abaixo da demanda, famílias com muitas pessoas vivendo debaixo de um mesmo teto, falta de informação e esclarecimento sobre a doença, entre outras coisas.

O pior de tudo é que, neste momento horrível, muitas vezes nem mesmo um serviço funerário digno pode estar disponível para o falecido. Como meio de controlar a pandemia e reduzir os riscos epidemiológicos em cemitérios e hospitais, estão em vigor hoje diversas diretrizes sanitárias limitando as cerimônias de enterros, velórios e todos os tipos de rituais fúnebres.

Dessa forma, muita gente tem buscado maneiras alternativas de superar o luto da perda de um ente querido, e a criação de um diamante memorial vem ganhando cada vez mais popularidade.

O Brasil tem o segundo maior número de mortos por COVID-19 no mundo

Desde o começo do mês de junho, o Brasil assumiu o segundo lugar no ranking de países com mais mortos em decorrência da pandemia do novo Coronavírus. A situação tem ficado cada vez mais triste, e atualmente a média de pessoas falecidas por dia já se encontra na casa das milhares.

No dia 6 de julho, o Brasil já contabilizava 1,6 milhão de casos confirmados, mais de 64 mil mortes e 979 mil recuperações. Pior ainda nas grandes cidades e metrópoles do país: São Paulo que é o mais afetado teve 320 mil casos confirmados e mais de 16 mil mortes. Uma tragédia nacional.

Não à toa, desde o dia 20 de março o país se encontra em estado de emergência, e diversos estados da federação têm imposto duras restrições quanto ao funcionamento de atividades não-essenciais como forma de aumentar o isolamento social da população.

Diamantes memorial e outro opções de funeral durante a pandemia de COVID-19 no Brasil

As pessoas que morreram devido ao COVID-19 podem ser enterradas ou cremadas, de acordo com sua vontade final.

Porém, a indústria funerária se viu tomada por um enorme volume de mortes em consequência da pandemia de COVID-19, e nesse momento não existe tempo para qualquer tipo de serviço fúnebre, com os prestadores de serviços tentando fazer o básico: enterrar e cremar.

O enorme número de mortos fez com que a maioria das casas funerárias agora estejam com uma lista de espera de mais de uma semana; portanto, o enterro do seu ente querido pode demorar mais do que o esperado. A fim de atender a essa altíssima demanda, algumas funerárias suspenderam serviços personalizados, incluindo os mais simples como visitas e visualização do corpo.

De fato, o que vem ocorrendo é que a pessoa falecida é retirada do hospital e vai direto para o cemitério ou crematório.

Cidades como São Paulo também estão tendo sérios problemas com relação ao espaço físico dos enterros e, como resultado disso, o serviço funerário municipal se viu obrigado a exumar restos de pessoas enterradas no passado para abrir espaço para novas covas.

Eis uma lista de opções funerárias a serem consideradas no caso de que, tragicamente, você venha a perder alguém que ama. De qualquer forma, é importante consultar a funerária para verificar a disponibilidade destes serviços.

1. Uma visita privada, apenas para familiares e amigos próximos
           

2. Um serviço ou missa privada;
           

3. Transmissão online do funeral para que parentes e amigos próximos possam estar            presentes virtualmente;

Vale lembrar que as regras de distanciamento social ainda se aplicam e os limites para reuniões de pessoas são determinados pelas leis locais, estaduais e/ou federais vigentes.

Em tempos nos quais os funerais estão se tornando cada dia menos pessoal, os diamantes memorial são uma homenagem que ajuda a quem sofre o luto a sentir-se parte do adeus final de seu falecido ente querido.

Os diamantes memorial são criados com cabelos ou restos cremados

Empresas de renome que fornecem esse diamante memorial serviço usam a tecnologia HPHT (alta pressão e alta temperatura), altamente específica e especializada de forma a criar as condições necessárias para a formação de diamantes memorial.

Depois de quantificar as cinzas ou os cabelos para verificar se eles contêm carbono suficiente para serem transformados em um diamante memorial, as cinzas ou cabelos são agitados em um nanocomposto em pó, em um ambiente com um gás químico especial. Depois, um removedor de impurezas é aplicado e um solvente especial remove qualquer resquício de produtos químicos instáveis.

Um tratamento especial é aplicado para que o carbono restante seja preservado de forma adequada, enquanto outros elementos extraídos são reduzidos a uma fração mínima. O oxigênio é removido e um gás inerte e redutor então é injetado para proteger as cinzas ou cabelos do processo de oxidação.

O carbono extraído do cabelo ou das cinzas é colocado em um recipiente seguro e resistente, deixado em um ambiente químico úmido com o objetivo de aumentar sua pureza com a remoção de metais pesados. O processo controlado por temperaturas especificamente programadas, velocidades de agitação e adição de reagentes químicos garante a qualidade do carbono. Após esta etapa final de purificação, a pureza do carbono deve alcançar 99,99% de pureza, denominada grau de pureza 4N. É importante observar que nem todas as empresas de diamantes memorial oferecem uma pureza nesse grau.

O carbono purificado e extraído é convertido em flocos de grafite em formato cilíndrico. Antes de ser colocado na máquina sintetizadora de diamantes, o cilindro é cuidadosamente embalado em materiais protetores para prepará-lo para as etapas técnicas finais, as quais requerem um rígido controle de temperatura e pressão, além de isolamento e proteção.

A transformação das cinzas ou cabelos em diamantes memorial leva entre 3 e 9 meses, dependendo do tamanho e da cor do diamante memorial solicitado.

Não existe nada que se compare a nem que possa substituir o amor que sentimos por nossos amigos e familiares. Depois que eles se vão, deixam um vazio impossível de ser preenchido. Proporcione a eles a luz e o brilho que merecem com um belíssimo diamante memorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.