.

Corregedoria realiza visita técnica em fórum e cartórios de Paço do Lumiar

Uma equipe da Corregedoria Geral da Justiça realizou nesta quinta-feira, dia 14, visitas técnicas no Fórum de Paço do Lumiar e nas serventias extrajudiciais (cartórios) do termo judiciário. Na oportunidade, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten e os juízes Márcio Brandão e Anderson Sobral, verificaram ‘in loco’ as instalações, estrutura e andamento das atividades da unidade judicial e dos cartórios. As visitas visam, ainda, ao fortalecimento do diálogo entre unidades judiciais, extrajudiciais e a CGJ-MA. 

No Fórum Tácito Caldas, a equipe foi recebida pelos juízes Gustavo Henrique, Reginaldo Cordeiro e Roberto de Paula, diretor do fórum. Os magistrados percorreram todo o prédio, passando pelas secretarias judiciais, distribuição, salas de audiência, gabinetes, observando o andamento e a demanda processual de cada unidade, bem como ouvindo as necessidades dos juízes. O Fórum de Paço do Lumiar é composto por três varas e um Juizado Especial Cível e Criminal. Na 1ª Vara, tramitam cerca de 4.377 processos. Na 2ª Vara são aproximadamente 2.600 processos. Na 3ª Vara, o acervo conta com 3.405 processos e no juizado o acervo beira os 3 mil processos, entre físicos e virtuais. 

“Temos sempre que estar em contato com todos, ouvir diretamente os relatos das dificuldades, sugestões de melhorias e aprimoramento na prestação jurisdicional por parte da unidade. É nosso papel, como órgão de controle, conhecer como está a realidade do juiz, em concreto, lá na ponta. Essas visitas têm sido todas muito promissoras e, quando necessário, fazemos intervenções”, destacou Paulo Velten, frisando sobre a necessidade da digitalização do acervo processual.

CARTÓRIOS

Em seguida, o corregedor visitou os cartórios do 1º e 2º Ofício de Paço do Lumiar. Na primeira serventia, a equipe da CGJ foi recebida pelo titular Felipe Trucolo, que mostrou todo o funcionamento da unidade, bem como apresentou a equipe e expôs as melhorias feitas no imóvel e o trabalho de digitalização, bastante avançado na unidade. No 2º Ofício, o corregedor e os juízes auxiliares foram recepcionados pela titular Ana Carolina Brasil. Da mesma forma, foram verificadas as instalações e outros pontos mais técnicos, como o estado dos livros do cartório. “Assim como nas unidades judiciais, o trabalho de digitalização do acervo é de fundamental importância para o avanço e qualidade na prestação de serviços das serventias extrajudiciais. É um caminho inevitável”, destacou Velten.

Durante as visitas aos fóruns, são verificadas questões como força de trabalho, necessidade de aprimoramento, estrutura física, equipamentos, distribuição processual, adoção de modelos de trabalho. Já nas serventias extrajudiciais (cartórios), além do diálogo estabelecido, são averiguados alimentação de sistemas, envio de relatórios, funcionamento de unidade interligada, acessibilidade, atendimento prestado, dentre outros quesitos. Recentemente, a equipe da Corregedoria esteve em algumas comarcas do sul do Estado, conhecendo a rotina de varas e cartórios.