Centro Sentinela da Maternidade Benedito Leite já realizou mais de 4,5 mil procedimentos de inserção de Dispositivo Intrauterino

Implantado desde abril de 2017 na capital maranhense, o Centro Sentinela de Planejamento Reprodutivo da Maternidade Benedito Leite dispõe de serviços de orientação sobre planejamento familiar para mulheres que desejam utilizar métodos contraceptivos como o DIU (Dispositivo Intrauterino). A unidade já realizou, até agosto deste ano, a inserção de 4.547 dispositivos intrauterinos (DIU), beneficiando mulheres na utilização de métodos contraceptivos. 

De acordo com o diretor-geral da maternidade, Manoel Pimentel, o planejamento familiar não engloba apenas o DIU. “O DIU é apenas o carro chefe do nosso projeto de métodos contraceptivos que existem na unidade. À paciente, quando procura a unidade, é oferecido todos os métodos: o contraceptivo oral, injetável, camisinhas. Aquelas que optam pela laqueadura, encaminhamos para a Maternidade Nossa Senhora da Penha. Nós atendemos não só a região metropolitana de São Luís, mas também outros municípios do estado que venham nos procurar”, afirma o médico Manoel Pimentel.  

O atendimento ficou suspenso nos meses de abril e maio por conta da pandemia do novo coronavírus, voltando a funcionar no início do mês de junho de forma reduzida e, atualmente, funciona em sua totalidade. 

O médico obstetra Hilmar Hortegal, que compõe a equipe do Centro Sentinela, destaca que, em média, 160 pacientes inserem o dispositivo intrauterino mensalmente. “Para serem incluídas no programa, as pacientes têm que nos contatar pelo telefone, onde é programada a data para a inserção do DIU, quando optado por esse método. Não há idade mínima. A paciente precisa apenas ter vida sexual ativa e não querer engravidar. O fato de já ter tido filho, ou não, também não é levado em consideração. A inserção é feita também após o parto, seja ele normal ou cesáreo, desde que a mulher programe o procedimento com uma certa antecedência”, ressalta o obstetra.  

Atualmente, o atendimento está sendo realizado via telefone para orientação sobre critérios para a inserção e as contraindicações. Os agendamentos podem ser feitos pelo número (98) 99161-0615, no período vespertino. As inserções do DIU são agendadas às segundas e às quartas-feiras, no período da tarde, e realizadas pelo médico obstetra em até 15 minutos. 

Daniele Silva Morão, de 24 anos, foi uma das mulheres atendidas. A estudante de Psicologia conta que achou muito bom o método adotado pela unidade, pois, segundo ela, o procedimento realizado na rede particular é muito caro. 

“Meu procedimento foi muito rápido. O agendamento por telefone é muito mais cômodo. Eu fiz a ligação na última quinta-feira (24) e, assim que eu liguei, já consegui fazer o meu agendamento e nesta segunda (28). Em menos de dez minutos fiz o meu procedimento. Aqui, eles auxiliam em tudo, desde a manutenção até o primeiro ultrassom que realizamos para saber se dispositivo está no lugar”, elogia a estudante. 

Opinião compartilhada pela Kátia Helen da Silva, de 22 anos, que também realizou a inserção do dispositivo intrauterino. “Fiz o procedimento porque já tenho três filhos e quero evitar mais uma gestação. O médico que me atendeu foi muito legal, o procedimento foi bem rápido”, contou a autônoma.  

Centro Sentinela 

O Centro Sentinela de Planejamento Reprodutivo é o segundo do estado. 

O primeiro foi inaugurado em janeiro de 2017, na cidade de Balsas e foi o primeiro no mundo. O projeto é umas das ações resultantes do Termo de Cooperação Técnica entre o Estado, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS). A proposta do Centro é promover melhorias nos indicadores de saúde, especialmente no que se diz respeito ao índice de mortalidade materno-infantil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.