.

Campanha Maranhão Sem Queimadas reúne órgãos estaduais para prevenção

Atividades de conscientização em comunidades produtoras e ações de prevenção e combate direto aos focos de queimadas. Com esse conjunto de iniciativas, diversos órgãos do Governo do Estado promovem a campanha Maranhão Sem Queimadas. O trabalho prossegue até dezembro, com o fim do período de estiagem. A época de poucas chuvas e fortes ventos é propícia para as queimadas. Até a primeira semana de setembro, no Maranhão foram registradas oito mil ocorrências.

Balsas, Mirador, Barra do Corda e Caxias, na Região dos Cocais, são alguns dos municípios com maior volume de casos. Nessas e outras cidades, a campanha promove atividades com foco na conscientização, enfrentamento direto às queimadas e monitoramento dos pontos de ocorrência. Por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), foi estruturada a sala de situação que mapeia os pontos de calor e conta com aparato técnico e tecnológico, a exemplo de satélites. Os dados são repassados ao Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) para atuação no local.

O titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), Diego Rolim, ressalta que o Governo do Maranhão implantou a sala de situação para monitorar as ocorrências e enviar aos órgãos competentes a tempo. “A Sema aplica multas e penalidades cabíveis e os relatórios são produzidos diariamente para que possamos fazer o monitoramento constante dos casos. A Sema também realiza campanhas de conscientização e tem diversas atividades de educação ambiental para reduzir os casos de queimadas em nosso estado”, enumera o gestor.

“O Governo do Estado entende ser de grande importância a preservação das nossas matas e do meio ambiente. Estivemos em diversos municípios maranhenses com ações pontuais e de conscientização a produtores e comunidades. É um grande trabalho de equipe dentro do Governo, que conta com a colaboração de várias instituições estaduais, para garantir que o Maranhão consiga superar os impasse desse período de estiagem, que é propício à ocorrência de queimadas”, pontua o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), Sérgio Delmiro.

Integram a campanha Maranhão Sem Queimadas o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Instituto de Colonização de Terras (Iterma), Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), Defesa Civil, o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) e prefeituras.