.

Banda larga no Brasil melhora 105% entre 2021 e 2022

A velocidade média de internet do Brasil aumentou de 55.18 Mbps para 113.55 Mbps entre o primeiro semestre de 2021 e o mesmo período em 2022, o equivalente a uma melhora de 105,78% na banda larga nacional, segundo o site Minha Conexão. Os dados fazem parte do novo levantamento comparativo feito pela plataforma, que teve como base os testes de velocidade de internet realizados gratuitamente no medidor entre janeiro e junho de 2021 e o mesmo período em 2022, em território brasileiro.

Gerente de produto do Minha Conexão, Alexandre Martins diz que o avanço na qualidade de internet no país é consequência dos recentes investimentos em infraestrutura e tecnologia nos estados. “O Brasil está começando a entender que o acesso a uma boa conexão de internet é fundamental para garantir o desenvolvimento nacional em um mundo conectado. O aumento dos investimentos em tecnologia reforçam quão relevante isso é para o futuro, até para que possamos acompanhar estruturalmente novidades como 5G e metaverso”, afirma.

Assim como no primeiro semestre de 2021, o Centro-Oeste foi classificado como a melhor internet do Brasil no período de janeiro a junho de 2022, com velocidade média de 143.48 Mbps. O que chama a atenção, no entanto, é que a conexão da região não só melhorou, como  indicou um crescimento de 122,52% na qualidade da banda larga: em 2021, o Centro-Oeste tinha velocidade média de 64.48 Mbps.

No que diz respeito aos estados, o Piauí apareceu novamente em 1° lugar no ranking estadual, mas com uma diferença de velocidade de cerca de 100 Mbps entre um ano e outro. Em 2021, o estado nordestino havia registrado conexão média de 88.40 Mbps, enquanto em 2022 apresentou velocidade de 189.96 Mbps, cerca de 115% maior do que no ano anterior.

O panorama nacional de qualidade de internet revelou melhora significativa na banda larga das regiões do Brasil. Se em 2021 todos os 27 estados mostraram médias de conexão inferiores a 100 Mbps, em 2022, apenas oito deles tiveram velocidades abaixo deste valor de referência. Apesar de Bahia, Sergipe e Alagoas continuarem como as piores colocações da lista, os três também registraram conexão dobrada.

Confira o ranking dos estados com internet mais rápida no primeiro semestre de 2022:

Piauí: 189.96 Mbps

Mato Grosso: 166.64 Mbps

Goiás: 160.94 Mbps

Acre: 141.52 Mbps

Distrito Federal: 130.31 Mbps

Rondônia: 128.55 Mbps

Rio de Janeiro: 120.99 Mbps

Roraima: 120.74 Mbps

São Paulo: 120.16 Mbps

10° Amapá: 119.19 Mbps

11° Minas Gerais: 118.40 Mbps

12° Mato Grosso do Sul: 116.05 Mbps

13° Amazonas: 113.24 Mbps

14° Rio Grande do Sul: 112.24 Mbps

15° Santa Catarina: 110.12 Mbps

16° Paraná: 109.27 Mbps

17° Ceará: 105.42 Mbps

18° Maranhão: 102.28 Mbps

19° Espírito Santo: 101.33 Mbps

20° Tocantins: 99.77 Mbps

21° Pará: 96.25 Mbps

22° Rio Grande do Norte: 89.85 Mbps

23° Paraíba: 88.54 Mbps

24° Pernambuco: 82.66 Mbps

25° Bahia: 76.93 Mbps

26° Sergipe: 74.65 Mbps

27° Alagoas: 69.88 Mbps

Sobre o Minha Conexão

Disponível nas versões web e mobile, o Minha Conexão é hoje um dos maiores medidores de velocidade de internet do país. O velocímetro, que conta com mais de seis milhões de acessos mensais, permite que os usuários avaliem gratuitamente informações importantes sobre a qualidade de suas conexões, como o ping (latência), velocidade de download e velocidade de upload. Desde 2020, o site é mantido pelo Melhor Plano, plataforma especializada na comparação imparcial de planos de telefonia e internet no Brasil.