O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

4ª Vara de Balsas encerra série de julgamentos com mais duas sessões

O Poder Judiciário da Comarca de Balsas, através da 4ª Vara, realizou uma série de julgamentos. As duas últimas sessões aconteceram quinta-feira, dia 18, e sexta-feira, dia 19. Os réus foram Tiago Brito Canuto e Wallyson Teixeira de Medeiros, respectivamente. No primeiro caso, Tiago estava sendo acusado de ter matado a tiros a vítima Kássio Gomes Carvalho. Ao final, ele foi considerado culpado pelo conselho de sentença, recebendo a pena de 15 anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado.

Narra a denúncia que, na madrugada de 20 de novembro de 2020, o denunciado, conhecido pelo apelido de ‘Tiago Pernalonga’, teria tirado a vida de Kássio, utilizando-se de um revólver calibre 38. O crime ocorreu no bairro Cajueiro e, conforme inquérito policial, o motivo teria sido um desentendimento entre vítima e um conhecido do acusado, identificado como Vitor Hugo. Kássio estava em uma moto, perseguindo Vitor Hugo, quando foi alcançado por Tiago, que também estava em uma moto. 

Ato contínuo, com as motocicletas em movimento, Tiago teria efetuado os disparos fatais em Kássio. Alguns dias após o fato, em depoimento à polícia, Tiago afirmou ter sido o autor dos disparos e que Kássio já teria tentado lhe matar. Daí, com o curso das investigações, foi constatado que o crime deu-se por motivo de vingança. Já sobre o julgamento de sexta-feira, o réu Wallyson Teixeira estava sendo acusado de crime de tentativa de homicídio, praticado contra a vítima Welington Luna da Conceição. 

CIÚMES DA EX-NAMORADA

Consta no inquérito que no dia 5 de outubro a polícia foi informada que estava tendo um tiroteio no bairro CDI. Versa que a vítima estava acompanhada de sua namorada, de nome Rafaela, quando foram surpreendidos por Wallyson e por outro homem, identificado como sendo Alan Gomes Rodrigues, que chegaram em uma moto do tipo Pop. Os homens dispararam três vezes contra Welington, que saiu ileso da ação criminosa. Os dois fugiram em seguida, sendo que, horas depois, a polícia conseguiu capturar Wallyson. Em depoimento, foi apurado que o motivo teria sido o fato de que Weligton namora Rafaela, ex-namorada de Alan.

Allyson Teixeira de Medeiros foi condenado à pena de 2 anos e meio de reclusão, que poderá ser cumprida, inicialmente, em regime semiaberto, em estabelecimento penal a ser definido.