Unidade móvel do MPMA presta atendimento na praça João Lisboa

A partir desta terça-feira, 19, até o dia 23 de março, a unidade móvel (trailer) do Ministério Público do Maranhão presta atendimento das 8 às 15h, na praça João Lisboa, no Centro de São Luís. O serviço integra a programação do Mês da Mulher e é prestado pelas equipes da Ouvidoria, Promotoria Distrital da Cidadania do Centro, 3ª Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher de São Luís e Núcleo de Apoio às Vítimas (NAV).

Realizada na tarde desta segunda-feira, 18, a solenidade de abertura contou com a presença de membros e servidores do Ministério Público do Maranhão, representantes de outras instituições do sistema de justiça, do Executivo Municipal e de entidades assistenciais da sociedade civil.

Na ocasião, o procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, ressaltou a importância do propósito da atual administração de aproximar cada vez mais a instituição da comunidade. “Eu fico muito feliz quando eu vejo que o meu sonho se realizou. Sempre sonhei em colocar o Ministério Público na rua, deixar os promotores de justiça atendendo diretamente a população, principalmente a população carente. O bom promotor de justiça não é aquele que fica no gabinete, mas é aquele que conhece os problemas da comunidade e que garante educação e saúde a quem precisa”, destacou.

O titular da Promotoria Distrital da Cidadania – polo Centro, Marco Aurélio Ramos Fonseca, destacou os princípios da cidadania como norteadores do trabalho do Ministério Público do Maranhão. “Estamos aqui reunidos para mais uma vez exercitarmos aquilo que ao longo da atividade da nossa Promotoria temos feito no dia a da. Atender as pessoas, levar acolhimento e principalmente garantir direitos a todos aqueles que nos procuram”.

Por sua vez, a promotora de justiça de Defesa da Mulher de São Luís, Selma Regina Martins, também comentou sobre a relevância da instituição se manter próxima da população. “Nós precisamos prestar um serviço relevante à sociedade e eu sempre digo que não sou promotora de gabinete, sou promotora de rua. Vamos atender as mulheres aqui durante a semana, conversar e oferecer outros serviços”, anunciou.

O subprocurador-geral de justiça para Assuntos Jurídicos, Danilo José de Castro Ferreira, igualmente enfatizou alguns dos objetivos da atual administração superior do Ministério Público. Propósitos que, para ele, precisam ter continuidade. “Nos últimos anos, foi o procurador-geral de justiça que mais atendeu os mais pobres, os mais vulneráveis e as mulheres. Infelizmente, a mulher ainda sofre com a violência doméstica”, disse.  

Também estiveram presentes a diretora da Escola Superior da Defensoria Pública do Maranhão, Elainne Alves Monteiro, que compôs o dispositivo de honra, e a chefe de gabinete do PGJ, promotora de justiça Theresa Muniz de La Iglesia.

A cerimônia contou, ainda, com as apresentações do Coral Vozes do MP, da banda da Guarda Municipal de São Luís e do Coral Municipal de São Luís (Emmus).