O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Solana (SOL), queridinha entre as smartcoins, chega ao Mercado Bitcoin 

Se você investiu R$ 1.000 no início do ano em ações, está provavelmente no vermelho agora. Mas se você tivesse aplicado os mesmos R$ 1.000, na época um pouco menos de US$ 200, na criptomoeda mais badalada do momento, a Solana (SOL), estaria com US$ 2,2 milhões no bolso. A partir de segunda-feira, dia 29 de novembro, o cliente do Mercado Bitcoin, a maior corretora de criptoativos da América Latina, terá mais essa opção de investimento à sua disposição.

A Solana vem conquistando o mercado porque se coloca como uma blockchain alternativa que suporta os chamados smart contracts, permitindo a criação de aplicações de DeFi e NFTs. Nada que a Ethereum não permita, também. Mas a Solana tem uma escalabilidade muito maior, com uma capacidade de processar cerca de 65 mil transações por segundo, contra 15 do Ethereum. Com isso, os desenvolvedores de NFTs, por exemplo, um mercado que passa por um crescimento exponencial, começaram a adotar a Solana. Aí, foi um passo para a criptomoeda cair nas graças dos fundos de investimentos.

“Essa é uma criptomoeda que não dá para ignorar. As aplicações descentralizadas vieram para ficar, e pela sua capacidade, a Solana tem um grande potencial para tomar conta desse segmento. É uma desafiante importante para o Ethereum”, explica Fabricio Tota, diretor de Novos Negócios do Mercado Bitcoin. “E claro, lembrando pela milésima vez, todo investidor, seja em ativos tradicionais ou no mercado digital, deve sempre buscar diversificar a sua carteira. O mundo cripto vai muito além do Bitcoin”, conclui o executivo.

Apesar de seu projeto ser de 2017, a Solana começou a ser negociada em março do ano passado. Hoje, já é a quinta maior do mundo em capitalização, valendo cerca de US$ 60 bilhões. No ano, a Solana acumula uma alta de 11.500%, contra 100% para o Bitcoin e 500% para o Ethereum, as duas maiores criptomoedas em valor de mercado.  Entre as 30 maiores do mundo, só a Axie Infinity subiu mais que a Solana, com valorização de 24.000% este ano. 

A listagem da Solana acontece depois dos oito lançamentos de tokens ERC-20s na última quinta-feira (25). Com essas novidades e uma dezena mais prometidas para ainda esse ano, o Mercado Bitcoin deve fechar o terceiro trimestre com a listagem de quase 20 criptoativos. 

Sobre o Mercado Bitcoin: O Mercado Bitcoin é a maior plataforma de negociação de criptomoedas e ativos alternativos da América Latina. A empresa, que oferece liberdade, segurança e liquidez nas negociações, está entre as 25 exchanges mais confiáveis do mundo para negociar criptoativos, segundo estudo conduzido pelo Blockchain Transparency Institute (BTI). Com 3 milhões de clientes e mais de R$ 40 bilhões já negociados desde sua criação em 2013, a empresa está transformando a relação das pessoas com seu próprio dinheiro e democratizando o acesso a ativos alternativos com liquidez e segurança