SEST SENAT oferta curso para requalificação profissional

O mundo do trabalho está passando por uma transformação sem igual devido à tecnologia. Diversas profissões estão desaparecendo e dando lugar a outras funções que estão surgindo para atender novas necessidades da sociedade. Aliás, segundo o Fórum Mundial Econômico, 65% das crianças que atualmente estão no ensino médio irão trabalhar em empregos que ainda não existem. E uma pesquisa recente, divulgada pela Universidade de Brasília (UnB), mostrou que máquinas movidas por tecnologia e a base de inteligência artificial irão, nos próximos anos, substituir postos de trabalhos, principalmente os operacionais. Segundo esse estudo, até o ano de 2026, 54% dos empregos formais no Brasil poderão ser ocupados por robôs e programas de computador. Entre as profissões que estão em acelerado processo de extinção estão: Caixa de banco; operador de call center; corretores de seguros e de imóveis; atendentes de check in em aeroportos; ascensorista, porteiros de condomínios e cobradores de ônibus.

Todas essas são funções estão com os dias contados devido às tendências tecnológicas. O que pode variar é o tempo em que essas funções serão abandonadas, o que varia de país e região. Mas uma coisa é certa: As mudanças oriundas dos processos de automação são certas, e contra isso, não há como lutar.

Coaches e especialistas em carreiras contudo, alertam que, o que pode parecer crise para quem se encontra nessas atividades, é na verdade uma excelente oportunidade para sair da zona de conforto e trocar a execução de funções mais repetitivas por outras carreiras mais promissoras, e até com remunerações superiores. O trabalho não está acabando, nem a oferta de empregos; mas o que muda, a cada dia, é a demanda e a necessidade.

Há de se acompanhar as novas demandas do mercado para garantir maior empregabilidade. E isso vale para quem está entrando no mercado, assim como para aqueles que precisam fazer uma transição de carreira e abandonar funções que já não são mais necessárias. E, para todos que quiserem se manter economicamente ativos, a chave para conquistar e manter um emprego é a qualificação contínua.

Em São Luís a categoria dos cobradores de ônibus vive esse momento de necessidade de transição. O SET / Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís já anunciou que, seguindo uma tendência mundial e nacional, está automatizando, aos poucos e de forma planejada, os coletivos da capital maranhense. Esse é um projeto que visa a eliminação do uso de dinheiro dentro dos ônibus e que só trará vantagens para a população que usar o bilhete eletrônico. Além de ser gratuito, o mesmo elimina o problema de falta de troco, oferece maior segurança e permite um múltiplo deslocamento – no sistema de integração – com o uso de uma única passagem, o que quem compra a passagem em dinheiro não é contemplado.

Mas se, para a população o processo de automação só traz vantagens, para a categoria dos cobradores a realidade é de crise pela ameaça da perda do emprego; mas também oportunidade ao mesmo tempo.

O SET anunciou que, para evitar o desemprego em massa, e garantir a empregabilidade dos cobradores que sejam demitidos no processo; está ofertando gratuitamente diversos cursos profissionalizantes.

Esses cursos já estão com vagas abertas, por tempo limitado, na sede do SEST SENAT, no bairro do João Paulo. E poderão ser feitos por todos os cobradores do sistema de transporte que desejarem se matricular, sem nenhum custo. E o melhor, podendo conciliar o atual trabalho com os estudos, pois há cursos nos três turnos, matutino, vespertino e noturno.

Para Sandro Henrique Salomão Belo, Diretor da Unidade SEST SENAT – São Luís o momento é de oportunidade para um futuro melhor, com empregos mais lucrativos e em profissões mais estáveis:

“O setor de transportes está sempre em constante mudança, o que nos obriga sempre estarmos atentos e qualificados para o mercado e suas novas exigências. O papel do SEST SENAT é manter atualizado o trabalhador do transporte, de forma que ele possa enfrentar essas mudanças mantendo a sua empregabilidade. Recentemente lançamos o projeto de Qualificação de Cobradores que visava qualificar gratuitamente os cobradores de ônibus em motoristas profissionais, foram mais de 140 profissionais já inscritos. Esse curso já encerrou, mas ainda há muitas vagas mais a serem preenchidas em outros cursos”, declarou ele.

Ele lembrou que os cobradores que desejarem podem optar pela capacitação em outras áreas, fora do transporte: “O SEST SENAT também oferece cursos presenciais em áreas como Assistente Administrativo, Almoxarife, Operador de Caixa, Cursos de Informática, Cursos especializados, etc. Outra opção disponível são os nossos Cursos em EAD (educação à distância). São mais de 200 cursos disponíveis em várias áreas, basta acessar a nossa plataforma https://ead.sestsenat.org.br/” esclarece Sandro Belo.

Aos 46 anos, Sílvia Maria França, decidiu aproveitar essa chance e já aderiu aos cursos gratuitos do SEST SENAT ofertados pelo SET. Ela é cobradora de ônibus há nove anos, e observando as incertezas do mercado, decidiu não perder tempo e voltar a estudar para fazer uma transição de carreira planejada.

Casada e mãe de dois filhos, Sílvia não abre mão de ter o seu próprio dinheiro e oferecer o melhor para a família. Ela aposta no estudo para se manter no mercado de trabalho. E vem investindo na múltipla profissionalização para ter empregabilidade. A cobradora de ônibus já é formada em Técnica de Segurança do Trabalho e Panificação; e atualmente está fazendo o curso de Almoxarife.

“Precisamos buscar mais e mais conhecimentos para nos mantermos empregados hoje. Eu gosto de ser independente e não tenho medo de estudar para crescer. Trabalho das 5H às 17H como cobradora de ônibus, e estudo a noite. Sei que meu esforço será recompensado um dia com um emprego melhor e mais lucrativo”, revela Sílvia.

A moradora da Vila Kiola conta que não pretende parar, e que para ela, estudar é sua arma para lutar por um futuro mais confortável:

“Depois de Almoxarife, também quero fazer um curso de Informática. Sei da minha capacidade e só eu posso dar esse passo, de investir em minha carreira estudando. Sempre haverá trabalho para quem está disposto a aprender e gosta de trabalhar”, declara Sílvia.

Sílvia é o exemplo de quem estuda para vencer os desafios do mercado de trabalho, afinal, em tempos de mudanças, qualificação é sempre o passaporte para o sucesso, assim como a flexibilidade para estar aberto às mudanças.

BOX / CURSOS GRATUITOS DISPONÍVEIS PARA COBRADORES NO SEST SENAT:

Almoxarife / Assistente de Administração de Pessoal / Informática Básica / Rotinas Administrativas e Serviços Gerais / Atendimento Eficaz ao Cliente / Frentista Abastecedor / Condutor de Veículos em diversos setores de Cargas e de Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.