“Sementinha” promove reunião com pais e discute início do ano letivo para os alunos do Ensino Fundamental

A direção da Creche-Escola Sementinha, mantida pelo Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), promoveu, na manhã desta sexta-feira (22), no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa, a primeira reunião com pais de alunos do Ensino Fundamental I e II, para discutir oi nício do ano letivo de 2021 na instituição, marcado para a próxima semana.

Na ocasião, a diretora pedagógica da creche, Cynthia Vieira, fez uma apresentação da equipe da Sementinha aos pais e esclareceu a estrutura de funcionamento deste ano, que devido aos protocolos de biossegurança impostos em razão da pandemia de Covid-19, precisou ser readaptada.

A instituição permanecerá seguindo o modelo de ensino híbrido, modalidade educacional que combina práticas presenciais e remotas, por meio do uso de ferramentas digitais, como estratégia para preservar a saúde dos alunos e, além disso, buscar mais inovação na aprendizagem.

Vieira esclareceu que a escola terá uma rotina escalonada com os alunos, sendo uma semana presencial e outra on-line. “Estamos refinando a nossa proposta do ensino híbrido, que não é algo tão novo na nossa escola, uma vez que já estávamos adotando desde o ano passado, mas estamos sempre buscando aprimorar as nossas práticas. Nossa equipe está muito empenhada nessa questão”, explicou.

Plataforma

Na reunião, foi abordado a plataforma que será utilizada pela Sementinha em 2021, associada ao projeto “Moderna Compartilha”. Para tanto, foi recebida a supervisora comercial da Moderna, Patrícia Amorim, que explicou aos pais as vantagens e experiências educativas que a plataforma proporcionará aos alunos e aos professores no processo de aprendizagem.

“As escolas precisam desenvolver essa competência nos alunos, que não tangem apenas nas redes e mídias sociais, mas é funcionalidade no cotidiano, o que de melhor a tecnologia pode trazer para nós. É uma visão de mundo diferenciada e uma experiência educativa que se adapta ao que já funciona bem na escola”, ressaltou Amorim, após destacar que o projeto acontece em parceria com uma empresa da Finlândia, referência mundial na educação.