Seduc premia estudantes do Projeto Ler, Escrever e Pensar na Região Tocantina

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou, nessa terça-feira (30), a entrega simbólica das premiações do Projeto Ler, Escrever e Pensar a estudantes da Unidade Regional de Educação (URE) de Imperatriz. Em solenidade remota, com a participação da promotora Maria José Lopes Corrêa, titular da promotoria do Ministério Público em João Lisboa, o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, ratificou a participação do Estado nas ações do projeto em 2020. 

“Nossas escolas são espaços de cidadania, por isso, temos apoiado firmemente esse projeto que ajuda nossos estudantes a desenvolverem o pensamento crítico e o seu papel na sociedade. Nesse sentido, a promotora Maria José, idealizadora dessa fantástica ação, pode contar com nossa parceria para continuar esse trabalho em nossas escolas”, enfatizou o secretário.   

Ao todo, foram entregues 14 notebooks, 14 tabletes e 14 aparelhos celulares a estudantes de escolas da Rede Estadual em municípios da Unidade Regional de Educação de Imperatriz. 

“Somos só gratidão pela participação efetiva do secretário Felipe Camarão e sua equipe nesse projeto, desde o começo. Sem isso, esse projeto não teria êxito. Nosso agradecimento, mais uma vez, pela entrega dessa premiação aos estudantes”, destacou a promotora Maria José, acrescentando que neste mês de julho deverá iniciar, junto com URE, a seleção dos municípios escolas para o projeto em 2020. 

Projeto

O Projeto Ler, Escrever e Pensar: Conscientizar para Transformar foi idealizado pela 2ª Promotoria de Justiça de João Lisboa e tem como público-alvo estudantes do Ensino Fundamental e Ensino Médio das redes públicas municipais e estadual. Além de estimular o hábito de leitura, o projeto trabalha a questão da prevenção à corrupção, por meio de pesquisa, informação, debate e reflexão no ambiente escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.