Professor da rede estadual é vencedor do Prêmio Internacional Literatura e Fechadura 2020

“O Maranhão é destacável na literatura. Salgado Maranhão e Samuel Marinho foram finalistas do Jabuti deste ano. Eu ganhei o Literatura e Fechadura de São Paulo. É uma alegria imensa representar o estado de Gonçalves Dias, Nauro Machado, Ferreira Gullar, Luiza Cantanhêde, Fernando Abreu na literatura nacional”, expressou o professor de Língua Portuguesa da rede estadual do Maranhão, Paulo Rodrigues, vencedor do Prêmio Internacional Literatura e Fechadura 2020, com a obra Cinelândia. 

Paulo leciona no Centro de Ensino Francisco das Chagas Vasconcelos, localizado no município de Pindaré-Mirim, e é um dos grandes nomes da poesia contemporânea do Brasil. O livro do autor Paulo Rodrigues tem um olhar sociológico, voltado para temas sobre injustiças sociais, periferias, racismo estrutural no Brasil, entre outros temas que despertam para uma consciência esclarecedora sobre os problemas enfrentados pela população do país. A linguagem poética de Cinelândia dá um toque mágico a essa obra de arte. 

O Prêmio Internacional Literatura e Fechadura é realizado pelo poeta de São Paulo, Jean Narciso, em parceria com a Editora Folheando, e está na sua 3ª edição. Este ano teve 192 inscrições confirmadas de várias partes do Brasil, além de autores que residem na Argentina, Itália, Japão, Moçambique e Portugal. O prêmio teve como vencedor na 1ª edição o poeta Airton Souza do Estado do Pará, um dos autores mais destacáveis da região Norte.

Paulo Rodrigues, poeta e professor, desenvolve um excelente trabalho educacional na cidade de Pindaré-Mirim e acredita que investir em educação é o caminho para estimular crianças, jovens e adultos a percorrer o caminho da literatura. É um exemplo para os estudantes, que precisam ampliar a capacidade leitora e a escrita criativa. O docente reconhece a ampliação da qualidade na educação ofertada pelo Governador Flávio Dino.

“O Maranhão tem compromisso com o ensino da rede pública, investe sério na educação de tempo integral, nas ações amplas do Programa Escola Digna. Isso se reflete no crescimento da nota do Ideb e na motivação de todos nós. O governador faz um plantio de esperança”, destacou.

O professor Paulo é um dos poetas da nova geração maranhense a brilhar desde 2017, sendo reconhecido de forma significativa no cenário literário nacional e internacional. Em 2019, recebeu o Prêmio Álvares de Azevedo do Concurso Internacional de Literatura, da Academia Brasileira de Letras. O poeta ficou em 2º lugar, na categoria poesia, com a obra “Uma Interpretação para São Gregório.