Prefeitura de São Luís promove seminário para celebrar o patrimônio cultural do Quilombo Urbano Liberdade

A Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), em parceria com a ONG Arte-Mojó e o patrocínio da Equatorial Energia, realiza, neste sábado (23), das 8h às 13h, na Creche Escola Maria de Jesus Carvalho (Avenida Camboa Nº 2008, Camboa), o ‘Seminário do Inventário de Referências Culturais do Quilombo Urbano Liberdade’. As inscrições são gratuitas e estão abertas ao público por meio do link: forms.gle/8MknUGwe9qfveGit8.

O Inventário de Referências Culturais do Quilombo Urbano Liberdade foi uma iniciativa realizada entre os anos de 2022 e 2024 pela Fumph, com metodologia desenvolvida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e viabilizado pela Equatorial Energia, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Este inventário abrange os bairros Liberdade, Camboa, Fé em Deus, Diamante e Sítio do Meio, tendo como objetivo identificar e valorizar as manifestações culturais existentes nesse território.

Durante o seminário, será apresentado o levantamento inédito das manifestações culturais do Quilombo Urbano Liberdade, abordando memórias, celebrações e o cotidiano da comunidade. Também serão discutidos os desafios enfrentados pelas comunidades na preservação de sua cultura e identidade, bem como a contribuição desse quilombo para a sociedade em termos de diversidade cultural.

“A realização do Inventário Nacional de Referências Culturais no Quilombo Urbano Liberdade configura-se como a possibilidade inédita da aplicação de um instrumento de pesquisa, documentação, mobilização social e gestão de políticas públicas. Ao aplicar o inventário, trabalho realizado durante três anos com o apoio e participação direta da comunidade, nosso objetivo é contribuir com a ressignificação social desse lugar, promover a valorização cultural e econômica dos saberes e fazeres de diferentes grupos sociais locais, além de promover articulações com outras instâncias governamentais e entidades civis com vistas à implementação de políticas públicas para a população do território, a exemplo da tarifa social de energia”, disse a presidente da Fumph, Kátia Bogéa.

Um dos destaques do evento será o lançamento da página eletrônica com o banco de dados do Inventário de Referências Culturais, proporcionando acesso às informações coletadas para membros do território, especialistas e interessados em geral. Dessa forma, o seminário não apenas informará, mas também buscará inspirar ações colaborativas para garantir a contínua prosperidade do Quilombo e seu patrimônio cultural, assegurando que as futuras gerações possam desfrutar de sua riqueza cultural.