Prefeitura de Santa Inês prorroga medidas emergenciais

Passa a vigorar nesta segunda-feira (12), o Decreto Municipal de Nº 17, que prorroga até o dia 18 de abril as medidas restritivas emergenciais de combate à proliferação do Coronavírus. Todas as determinações já vinham sendo cumpridas conforme dos decretos 11 e 13. Agora, o Decreto Nº17 mantém todas essas mesmas regras por mais uma semana.

Basicamente, o horário de funcionamento do comércio permanece reduzido e com as empresas atendendo presencialmente 50% da capacidade de clientes, mesma regra para bares e restaurantes; festas, shows, eventos sociais, seminários e palestras continuam suspensos; as aulas presenciais em escolas particulares e faculdades são mantidas, obedecendo a todos os protocolos de segurança; o atendimento ao público na prefeitura permanece suspenso;

É obrigatório o uso de máscara e todos os cuidados como higienização das mãos e o distanciamento social. A obrigatoriedade dessas regras deve ser mantida até que o município esteja numa situação considerada extremamente segura. De acordo com o Boletim Epidemiológico, publicado pela Secretaria de Saúde, há 3 dias não é registrada morte no município em decorrência da Covid-19. E todas essas medidas emergenciais têm esse objetivo: salvar vidas.

Igrejas e templos – As igrejas e templos religiosos podem funcionar com 50% da capacidade de fiéis. Na última semana, a Vigilância Epidemiológica de Endemias começou a desinfecção de igrejas e templos religiosos. Essa mesma ação já vinha sendo feita nos órgãos públicos, principalmente no setor da saúde.

Comércio – A Rua do Comércio e o entorno da Caixa Econômica Federal permanecem isolados com barreiras sanitárias. Para ter acesso a esses locais, as pessoas precisam passar por medido de temperatura corporal, higienização das mãos e desinfecção de calçados. Esse isolamento será mantido por tempo indeterminado. Além de segurança, a Prefeitura também oferece conforto às pessoas. Foram disponibilizados tendas e acentos em frente aos bancos e lotéricas.