Portal de Compras do Maranhão é destaque em reunião da Câmara Técnica do Consórcio Nordeste

O Portal de Compras Governamentais, implantado com sucesso pelo Governo Flávio Dino, foi apresentado durante reunião virtual da Câmara Temática de Gestão Pública e Inovação Tecnológica, no âmbito do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), nesta quarta-feira (31). O sistema maranhense contribuirá para a melhoria dos procedimentos de compras nos demais governos nordestinos.

A apresentação do trabalho resulta da iniciativa do secretário de Estado de Programas Estratégicos, Luis Fernando Silva, representante do Governo do Maranhão, no Conselho de Administração do Consórcio Nordeste. O subsecretário de Estado de Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores, Adilon Arruda, e o secretário Adjunto de Registro de Preços, Deimison Neves dos Santos, explicaram todas as etapas executadas para a construção do Portal de Compras Governamentais no formato atual. A chefe da Assessoria de Relações Internacionais da Sepe, Júlia Rebechi, também participou da reunião.

Luis Fernando Silva destacou que as câmaras temáticas compartilham uma série de iniciativas exitosas e boas práticas, como as apresentações do Portal de Compras do Maranhão e do Programa Cientista Chefe do Ceará. 

“A troca de experiências entre os estados da Região Nordeste incentiva o desenvolvimento de políticas públicas em diversas áreas, a exemplo de gestão e inovação, e também contribui com o planejamento técnico e estratégico baseado nas necessidades de cada localidade”, avaliou o secretário de Programas Estratégicos. 

Câmaras temáticas

O Consórcio Nordeste já instituiu seis câmaras temáticas; são elas: Agricultura Familiar, Assistência Social, Meio Ambiente, Arranjos Públicos Privados, Gestão Pública e Inovação Tecnológica e Saúde. Ainda serão estabelecidas as câmaras de Energias, Resíduos Sólidos e Drenagem Urbana, Educação, Esgotamento Sanitário e Abastecimento e Políticas Fazendárias. 

As câmaras atuam de forma integrada para encontrar melhores soluções de financiamento, colaborar com informações para o Observatório do Desenvolvimento do Nordeste (ODNE), fortalecer institucionalmente o Consórcio, aumentar a conectividade entre os estados, além de contribuir para uma gestão mais transparente e eficiente.