Pessoas com Síndrome de Down serão capacitadas pelo Sebrae

Após realizar benchmarking no Sebrae em Alagoas para conhecer a experiência com o Curso de Atendimento ao Público para Pessoas com Síndrome de Down, técnicos e credenciados do Sebrae no Maranhão começam a receber, na próxima semana, o repasse da metodologia. O objetivo é iniciar, ainda este ano, uma turma piloto da capacitação em São Luís voltada para o público específico.

O repasse para a equipe do Sebrae no Maranhão também será extensivo a representantes de instituições convidadas e vai acontecer no Sebrae Jaracaty de 28 a 30 de maio, das 8h às 17h (com intervalo de uma hora para almoço). Para multiplicar o conhecimento, estará em São Luís o instrutor Walter Rocha, do Sebrae em Alagoas, idealizador da metodologia pioneira que, desde o ano passado, é promovida pela instituição naquele estado, permitindo que vários jovens com Síndrome de Down tenham acesso ao mercado de trabalho e até montem seu próprio negócio.

“Ficamos felizes ao ver que o nosso trabalho está surtindo efeito e que alguns jovens participantes do curso estão recebendo oportunidades no mercado. A inclusão por meio desse método está acontecendo em Alagoas e cremos que no Maranhão não será diferente”, afirmou o instrutor.

Para o diretor superintendente do Sebrae estadual, João Martins, o curso que será destinado às pessoas com Síndrome de Down abre ainda mais o leque do portfólio de capacitações da instituição para atender as necessidades de outros grupos de potenciais empreendedores.

“Cremos que a sociedade já desmistificou a crença de décadas passadas onde se pensava que as pessoas com deficiência não poderiam estar no mercado, seja como trabalhadores ou como empresários. Sabemos hoje que existe diversos formas de deficiência e há possibilidades de trabalho e mesmo de empreender que fazem um bem enorme à pessoa, favorecendo o bem estar e a melhor qualidade de vida”, explica o executivo.

Após o repasse, o Sebrae vai entrar em diálogo com o Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência e as instituições que o integram para que seus técnicos possam conhecer mais a fundo as necessidades voltadas ao mercado de trabalho e ao despertar da cultura empreendedora nos grupos que são atendidos por elas.

“Inclusive, convidamos o Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência para estar presente ao repasse da próxima semana, assim como outras entidades e instituições. O nosso objetivo é construímos juntos essa capacitação piloto voltada às pessoas com Síndrome de Down”, expõe Martins, acreditando que a contribuição do Sebrae será, em breve, ampliada a outros grupos de pessoas com deficiência. “Estaremos abertos e com disposição de ouvir as instituições que serão nossas parceiras no apresentar a cultura empreendedora a esses grupos de pessoas com os quais teremos o maior prazer de ensinar e aprender”, finaliza o diretor superintendente do Sebrae no estado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.