O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Pequenos produtores rurais de Buriti Bravo vacinam gado contra febre aftosa

Graças a uma parceria entre Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA), Sindicato dos Produtores Rurais e a Secretaria Municipal de Agricultura de Buriti Bravo, os pequenos produtores do município estão regularizando sua situação quanto a vacinação de seus animais contra a febre aftosa.

“Essa ação faz parte do cumprimento de ações do Plano Estratégico para ampliação da zona livre de aftosa sem vacinação, que prevê a interação com as partes interessadas, ou seja, entre o poder público, a sociedade civil e o setor privado”, explicou Margarida Prazeres, fiscal estadual agropecuário da AGED/MA e responsável técnica, no Maranhão, pelo Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA).

De acordo com a fiscal, a AGED/MA tem se empenhado para executar as ações do Plano Estratégico, preparando o Maranhão para a transição do status de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Ela informa que, no mês passado, a AGED/MA e a equipe gestora do Plano Estratégico promoveram uma reunião com entidades parceiras e com os secretários municipais de agricultura dos municípios com índice abaixo de 90% de cobertura vacinal.“Dos 23 municípios maranhenses com baixo índice de vacinação, a Secretaria de Agricultura de Buriti Bravo juntou forças e assim deu início aos trabalhos para regularização, especialmente do pequeno produtor que estava inadimplente com as vacinações dos bovinos”, disse Margarida Prazeres.

O município de Buriti Bravo é atendido pelo escritório da AGED/MA de Colinas e, para realizar a ação de vacinação e comprovação da vacina desta segunda etapa da campanha contra febre aftosa, a Agência está, de modo itinerante, atendendo, na sede do Sindicato dos Produtores Rurais com o objetivo de diminuir a inadimplência do pequeno criador e assim ampliar o índice de cobertura vacinal da cidade.

“Estamos com essa ação de parceria com a AGED/MA para realizar a comprovação de vacina contra febre aftosa e fazendo a busca ativa dos criadores para diminuir a inadimplência, pois será muito importante para os nossos produtores se regularizarem”, declarou o secretário do Sindicato dos Produtores Rurais de Buriti Bravo, André Luís Sousa. 

O presidente do Sindicato, Américo Costa, considera a ação é muito importante pois vai beneficiar os pequenos criadores. “Na nossa sede está funcionando um escritório itinerante da AGED para comprovar vacina e fazer busca ativa dos pequenos produtores para vacinar”, informou.