Palestra sobre prevenção do câncer de cólo do útero abriu o Março Lilás no HSLZ

O HSL / Hospital São Luís, mais conhecidos como Hospital dos Servidores e que atende servidores públicos contribuintes do FUNBEN, em parceria com o Centro Ambulatorial de Diagnóstico Holandeses / CADH, lançou a segunda edição de sua campanha Março Lilás, que visa conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção do câncer de cólo de útero, um dos que mais mata pessoas do sexo feminino em todo o mundo.

Esse tipo de câncer que também é conhecido como câncer cervical,  tem como principal causa a infecção pelo HPV (Papiloma Vírus Humano) que acontece por via sexual. O câncer do colo do útero já é o terceiro tumor que mais atinge a população feminina no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de mama e o de intestino. A boa notícia é que dentre todos os tipos de câncer, o do colo do útero é o que apresenta um dos mais altos potenciais de prevenção e cura chegando a perto de 100% quando diagnosticado precocemente e podendo ser tratado em ambulatórios em cerca de 80% dos casos.

O câncer do colo do útero é uma doença de desenvolvimento lento, que pode não apresentar sintomas em fase inicial. Nos casos mais avançados, pode evoluir para sangramento vaginal intermitente (que vai e volta) ou após a relação sexual, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais. Por isso, é importante conscientizar as mulheres sobre a necessidade da realização do exame anual ginecológico preventivo, o Papanicolau; além da existência da vacina Anti – HPV, que está disponível na rede pública gratuitamente e deve ser aplicada antes do início da vida sexual em meninas com idades entre 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos; e deve ser tomada em dias doses, com intervalo de seis meses entre cada dose. Outra medida importante que ajuda a proteger as mulheres contra a doença é o uso de preservativo durante as relações sexuais.

Essas e outras dicas de como prevenir e tratar a doença foram repassadas ao público formado por médicos, enfermeiros, pacientes e acompanhantes que acompanharam a palestra de abertura da campanha Março Lilás. O evento atende a uma recomendação do Governo Flávio Dino de prestação de serviços humanizados e voltados para a saúde preventiva dos servidores atendidos pelo HSLZ. E foi organizado pelo NEP / Núcleo de Educação Continuada do HSLZ, coordenado pela enfermeira Rebeca Cutrim.

Para o Diretor Geral do HSLZ Plínio Tuzzolo essa campanha é muito importante para garantir mais qualidade de vida às mulheres maranhenses:

“Estamos disponibilizando toda a estrutura técnica do hospital para a realização dos exames preventivos que podem prevenir e detectar essa doença. Começamos com essa palestra de sensibilização e informação, que nos trouxe  dados alarmantes sobre a realidade desse tipo de câncer no Maranhão. Portanto, nossa luta deve ser contínua e convidamos cada mulher a se engajar nessa luta da prevenção”, disse ele.

O palestrante convidado do evento foi o médico e obstetra Dr. José de Ribamar Pinho França, Doutor em  Oncologia pelo INCA (SP), que mostrou uma pesquisa fruto de sua tese de doutorado sobre a doença, que é simplesmente alarmante no Maranhão:

“A incidência desse tipo de câncer e o volume de mortes que ele causa ainda é enorme no Maranhão, e o pior, crescente nas áreas mais pobres. Por isso, a informação e a prevenção são fundamentais. Praticamente não existem mais mortes causadas por essa doença em países mais desenvolvidos e que possuem uma saúde preventiva forte.  Se não revertermos essa realidade aqui, da falta de informação das mulheres e o hábito da prevenção com a realização do exame anual do Papanicolau; essa realidade vai piorar no Estado. Daí a importância da soma de esforços de todos para vencermos essa batalha”, revelou o médico que desenvolveu sua tese de Doutorado sobre esse tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.