Obras no Hospital da Ilha ultrapassam 50% de execução

O Hospital da Ilha é uma das maiores obras da saúde no estado do Maranhão. Com 32 mil metros quadrados de área construída, o Hospital atenderá urgência e emergência, além de se consolidar como a primeira unidade do estado com especialização para atender vítimas de queimaduras.

Quem apenas vê a porcentagem de execução, não imagina o que já foi feito na construção do Hospital. O engenheiro responsável pela obra, Lauro Campos, contou que várias fases de fundação já foram concluídas, incluindo a terraplanagem do terreno, a execução da alvenaria, a instalação dos pisos e contrapisos, além dos revestimentos internos e externos. Outros serviços já estão bem avançados, como as instalações das esquadrilhas de alumínio e a parte elétrica e hidráulica.

Para o secretário Clayton Noleto, a obra representa um dos maiores avanços na área da saúde em São Luís e Grande Ilha. “A estrutura moderna do Hospital vai possibilitar a descentralização dos atendimentos na cidade e região, colaborando com o bem estar e com a qualidade do serviço médico prestado”, contou o secretário.

Agora, a construção entrou na fase de equipamentos, com todos os maquinários sendo instalados. “Nós estamos colocando agora os equipamentos de ar condicionado, cerca de 228 máquinas de ar que vão levar conforto e controle de temperatura e umidade para diversos ambientes aqui dentro. Para vocês terem uma ideia, os nove centros cirúrgicos, as 112 UTIs, a Unidade de Tratamento de Queimados e o Laboratório Interno possuem controle de temperatura, umidade  e pressão. Então, temos todo um sistema de automação interligado sendo executado”, disse Lauro.

Já a analista administrativa, Fernanda Sousa, que além de trabalhar na obra, também é uma moradora da região, ressalta que tudo isso é só benefício para a população. “Assim que inaugurar, esse será um hospital de grande porte que atenderá não somente o pessoal daqui de perto, mas também de toda a Grande São Luís e outros municípios”, contou.

Diferenciais estruturais

O responsável técnico da parte de resfriamento, Paulo Lemes, contou que esse é um grande diferencial da obra. Na central de ar condicionado, os maquinários distribuem a refrigeração por todo o prédio, a partir das Unidades de Tratamento de Ar (UTA), que fazem o tratamento da água, equilibrando a temperatura para a distribuição. “Aqui a gente está na casa de máquina, que é a central do ar condicionado, que vai fazer a refrigeração de todo o prédio, tanto de centro cirúrgico, quanto salas de internação e leitos. Agora, nós estamos fazendo o fechamento das máquinas, com a instalação dos dutos e a parte de água gelada”, explicou.

Essa central está estabelecida em uma parte isolada, no piso técnico, o que facilita a manutenção e correção de eventuais problemas na refrigeração do Hospital.

Sobre o Hospital da Ilha

O Hospital da Ilha vai contar com atendimento de urgência e emergência adulto e pediátrico, nove centros cirúrgicos, UTIs, Unidade de Tratamento de Queimados, laboratórios, setor de hemodiálise, tomografia, oito elevadores (sendo cinco exclusivos para maca e pacientes), além de auditório, amplo estacionamento e um heliponto.

Na primeira etapa, serão entregues 212 leitos, distribuídos em sete blocos de atendimentos; na segunda etapa, serão totalizados aproximadamente 400 leitos de internação e Unidade de Terapia Intensiva (UTI).)