Morre o jornalista e poeta Celso Borges

O poeta, jornalista e letrista maranhense Celso Borges morreu, aos 63 anos, em uma luta contra o câncer. O óbito ocorreu na madrugada deste domingo (23), em São Luís, em um hospital particular da cidade.

Celso ainda ficou cerca de dois meses em São Paulo realizando o tratamento contra o câncer, mas retornou para a capital maranhense na última semana para ficar mais perto da família.

De acordo com a família de Celso, o velório será realizado ainda neste domingo, às 15h, no Complexo Salvatore, localizado na avenida Avicênia, no bairro do Callhau, em São Luís.

Trajetória

Poeta, Jornalista e Letrista de São Luís, autor de 11 livros publicados entre eles os livros/CDs XXI (2000), Música (2006), Belle Époque (2010), com participação de mais de 50 poetas e compositores de várias cidades brasileiras, e O futuro tem o coração antigo (2013).

Celso Borges tem músicas compostas com Zeca Baleiro, Chico César, Assis Medeiros, Nosly, Criolina, entre outros artistas.

Coproduziu em 2013 com Zeca Baleiro, o CD A palavra Acesa de José Chagas. Foi curador da Feira do Livro de São Luís em 2013 e 2014 e um dos editores da revista Pitomba! com Reuben da Rocha e Bruno Azevêdo, de 2011 a 2014.

NOTA RÁDIO UNIVERSIDADE

É com profundo pesar que a Rádio Universidade FM comunica o falecimento do poeta e jornalista maranhense, Celso Borges.

Celso Borges foi um dos fundadores da TV Mirante e o primeiro diretor de jornalismo da emissora. Como escritor, teve 14 obras publicadas, entre elas: “Futuro tem o coração antigo”, “No instante da cidade”, “Pelo Avesso”, “Persona non grata”, entre outros. Também fez história na música com canções compostas em parceria com Zeca Baleiro, Criolina, Chico César, Assis Medeiros e Nosly.

Fonte: O Imparcial