Maranhão ultrapassa a marca de 210 mil cestas básicas distribuídas na pandemia

Em mensagem nas redes sociais, o governador Flávio Dino Dino comemorou o resultado e antecipou que a distribuição de alimentos para a população afetada pela crise sanitária ainda não tem data para acabar.

“Até o momento, o Governo do Maranhão já entregou 211.400 cestas básicas em várias regiões do nosso estado. Não há previsão para término da ação, que está sendo executada pelo nosso Corpo de Bombeiros. Agradeço as doações de cestas pelo Porto do Itaqui e pela Open Society [Foundations]”, informou o governador.

Somente o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, que coordena a Defesa Civil no Estado, realizou a entrega de 136.814 cestas básicas, sendo que destas, 30 mil foram distribuídas em vários municípios do Maranhão, beneficiando também pessoas resgatadas do trabalho escravo. Coube à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) a entrega de mais 30 mil destas cestas para populações da região do Baixo Parnaíba, de Itapecuru até Araioses. 

Plano Emergencial de Empregos

Com o lançamento do Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, no mês passado, a entrega de cestas básicas passou a representar apoio em dobro, já que ajuda a população mais afetada pela crise sanitária e auxilia no incremento da renda dos produtores da agricultura familiar que venderam produtos que compõem as cestas. 

“Continuamos a comprar produtos da agricultura familiar para montar cestas básicas e distribuir para as famílias que mais precisam. Com isso, temos um duplo benefício: para quem produz e para quem recebe as cestas”, disse o governador Flávio Dino.

Na semana passada, o Corpo de Bombeiros, por meio do PEE Celso Furtado, realizou a entrega de aproximadamente mais 1.500 cestas básicas no município de Lago da Pedra. O Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado prevê a aplicação de investimentos em diversas áreas e a manutenção de mais de 60 mil empregos durante a pandemia.

A distribuição de cestas básicas durante a pandemia do novo coronavírus contou com a ajuda de vários parceiros, incluindo o apoio da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (AL-MA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.