Maranhão avança na garantia de acesso à água para populações rurais

Levar o abastecimento de água para a zona rural não é uma tarefa simples. Há diversos fatores que dificultam a prestação desse serviço público para a população que reside no campo. Mas o Governo do Maranhão, por meio do Sistema da Agricultura Familiar (SAF, AGERP, ITERMA) vem executando projetos que garantem água de qualidade e combate a pobreza no campo, socializando tecnologias sociais que garantem a soberania dos homens e mulheres de comunidades rurais.

O Sistema da Agricultura Familiar é formado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

Em parceria com o Ministério da Cidadania, o Sistema SAF executa o Programa Cisternas no Estado, que tem como objetivo a promoção do acesso à água para o consumo humano e produção de alimentos, por meio de tecnologias sociais simples e de baixo custo. Agricultores familiares, comunidades tradicionais, indígenas, estudantes e população das zonas rurais têm sido beneficiados com este programa, como é o caso da comunidade quilombola Santa Joana, localizada no município de Itapecuru-Mirim, onde foi realizada a entrega de 100 cisternas familiares.

Para Eleiusa Gomes, moradora da comunidade quilombola, a sensação descrita é de alívio. “Até pouco tempo o sofrimento era grande, cheguei a perder as contas de quantas vezes carreguei água na cabeça percorrendo grandes distâncias. Hoje tenho minha própria cisterna no meu quintal e com as chuvas que se aproximam, eu e minha família teremos uma nova rotina”, declarou.

No Maranhão, estão sendo implantadas: Cisternas Telhadão Multiuso de 25 mil litros; Cisterna de Placas Familiar de 16 millitros; Cisterna Escolar de 52 mil litros e Barreiro Trincheira Familiar de 500 mil litros.

Além da tecnologia do programa Cisternas, a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) está construindo 106 Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA), que beneficiarão milhares de famílias da zona rural dos municípios. Os Sistemas são compostos por poços tubulares, reservatórios com capacidade de armazenamento de 15 mil litros e ligações domiciliares, levando água de qualidade para centenas de famílias do Maranhão.

Dona Irene Cesar, moradora há 15 anos da comunidade Alto do Tomé, município de Lagoa Grande do Maranhão, conta como era antes da instalação do SSAA. “Sem água tudo fica mais difícil. Foram anos carregando água do rio, caminhando e trazendo água na cabeça, mas agora podemos abrir a torneira e contar com água de qualidade”, disse.

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça pontuou que as ações de acesso à água e fortalecimento da agricultura familiar são prioridade na gestão do Governo Flávio Dino.

“Levar água de qualidade a locais que antes eram esquecidos pelo poder público mostra como o governo tem um olhar diferenciado para os que mais precisam. Água é essencial para se ter dignidade, produção e qualidade de vida”, destacou o secretário.