O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Mais de 130 mil pessoas passaram pelo Circuito ACII de Negócios

Em 12 dias que aconteceram o Circuito ACII de Negócios, um público de 135 mil pessoas esteve presente no Imperial Shopping. Na oportunidade puderam visitar os estandes, conferir as novidades de mercado dos setores de energia solar, educacional e saúde e estética, participar da programação de palestras, rodada de negócios e festival gastronômico. Foram mais 144h de evento.

Os dados de visitação foram fornecidos pela administração do Imperial Shopping, que calcula a média de visitantes em 13 mil pessoas em feriados e finais de semana e de 10 mil pessoas de segunda a sexta-feira.

“A visitação de público foi um resultado que surpreendeu a todos. É um número grande de pessoas, muito mais do que estávamos acostumados na Fecoimp, mas que aconteceu devido a extensão do evento, o maior em número de dias que a ACII já fez”, explica o presidente da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), Edmar Nabarro.

Durante os 12 dias de Circuito, todas as medidas de segurança foram seguidas para a proteção dos visitantes. As pessoas que entraram no shopping usavam máscaras, e totens com álcool em gel foram posicionados em pontos estratégicos na praça de eventos do shopping.

Expositores e patrocinadores estão sendo consultados e em breve o número de volume de vendas gerado no Circuito ACII de Negócios será divulgado.Circuito ACII de Negócios – O evento acontece com o oferecimento do Governo do Estado, pela Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e pela Secretaria de Turismo (Setur); da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap – Porto de Itaqui); da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema); da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio); do Banco do Nordeste e Governo Federal; do Banco do Brasil; da Gocil Segurança e Serviços; da Universidade Ceuma; da Suzano Papel e Celulose; da Ilumisol Energia Solar; da Companhia de Gás Maranhense (Gasmar); da Unimed; conta ainda com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); do Imperial Shopping; da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB); e da Federação das Associações Empresariais do Maranhão (FAEM).