Maior São João do Mundo gera oportunidade de renda para trabalhadores

Com 65 dias de programação para a festança junina, o Maior São João do Mundo promovido pelo Governo do Maranhão é também um motor de oportunidades para grandes e pequenos comerciantes. Cada arraial possui espaços para a comercialização de diversos produtos, da comida típica ao artesanato, que atraem os visitantes e aquecem a economia local.

Para Illa Campos, que está vendendo comida típica em uma das barracas no Arraial do Anjo da Guarda, a noite de sábado (10) começou com muito trabalho e ao som do Tambor de Crioula da Vila Bacanga. Ela parabenizou a postura da gestão estadual em investir na cultura e movimentar a economia do estado.

“É a quarta vez que eu estou vendendo aqui e eu espero que esse ano seja o melhor de todo o São João. E o que estamos vendo nos deixa satisfeitos. Muito obrigada ao governador Carlos Brandão pelo que está fazendo pela gente”, comentou.

Pelo segundo ano consecutivo, dona Alceny de Jesus Coelho aproveita as festas juninas para vender, ela é uma beneficiária do Mais Renda. “Não tenho do que reclamar, as vendas estão muito boas e o Mais Renda nos ajuda muito. Eu só tenho a agradecer ao governo por essa iniciativa”, disse.

No Arraial da Vila Palmeira, as estudantes Ana Gabriela Alves e Raquel Aguiar também destacam o impacto do Mais Renda para suas vidas, juntas elas vendem batata frita e comidas típicas.

“As vendas estão ótimas e a gente bate logo a nossa meta. Eu só tenho a agradecer por essa oportunidade que nos deram. Somos duas jovens estudantes e estamos aqui ganhando o nosso dinheirinho”, contou Ana Gabriela Alves.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Paulo Casé Fernandes, explica que o programa Mais Renda capacita os trabalhadores e garante os equipamentos adequados para a venda dos seus produtos, mas sobretudo que a força da ação vem da sociedade que apoia a ideia valorizando o trabalho dos beneficiários.

“A população maranhense sempre abraçou esse programa importante onde a gente valoriza as famílias que estão inscritas no CadÚnico e dá um meio para fomentarem renda. Então a gente convida toda a população maranhense para se fazer presente nos arraiais porque a cultura também dá oportunidade de geração de renda e eu tenho certeza que quem comprar aqui terá uma comida de qualidade, feita com muito carinho e muito amor”, frisou Paulo Casé.

Armazém do Empreendedor

Outra ação importante da gestão estadual é o Armazém do Empreendedor no Arraial da Vila Palmeira. O Armazém é um espaço repleto de estandes de 32 empreendedores maranhenses, com produtos de diversos segmentos relacionados à temporada junina. A iniciativa é um estímulo para difundir as cadeias produtivas do estado, valorizar os empreendedores e garantir a movimentação da economia.

O secretário de Estado da Indústria e Comércio, Júnior Marreca, ressaltou que o espaço permanecerá em um funcionamento durante todo o período do Arraial da Vila Palmeira e que a ação promove o trabalho dos pequenos empreendedores que contribuem com a economia do Maranhão.

“Essa é uma iniciativa da Secretaria de Indústria e Comércio atendendo a uma determinação do governador Carlos Brandão para acolher os nossos pequenos empreendedores. Estamos aqui ofertando um espaço para que eles possam mostrar as suas habilidades e seus trabalhos. O Armazém do Empreendedor acompanha os grandes eventos do Governo do Estado e não seria diferente no São João, que traz atrações maravilhosas e gera emprego, renda e divisas para o nosso estado”, declarou.