Indiano é internado em hospital privado de São Luís com suspeita de infecção por cepa rara e letal da Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) entrou em estado de alerta após um tripulante de um navio fundeado na Baía de São Marcos, de nacionalidade indiana, ter testado positivo para Covid-19 e ser internado em um hospital particular de São Luís. O país de origem do paciente tem registrado, em média, 380 mil casos da doença e 3.900 mortes por dia, atribuídas a um fungo raro e letal.

A notificação do caso foi feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em nota, a SES informou que o navio está em quarentena, na área de fundeio, no litoral maranhense, e que o tripulante contaminado é um homem de 54 anos que começou a apresentar sinais e sintomas da infecção pelo novo coronavírus no dia 4 deste mês.

Ainda de acordo com a SES, procedimentos médicos foram iniciados antes mesmo da internação do estrangeiro, no último dia 13, mas os sintomas persistiram. O restante da tripulação do navio está isolada e começou a ser testada desde a confirmação do caso.
A amostra coletada no paciente foi encaminhada ao Laboratório Central (Lacen/MA) para posterior envio ao Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA) para sequenciamento genômico, que poderá definir se o indiano contraiu a cepa rara e letal que vem dizimando a população do seu país.