.

Imigrar para Itália 2022

Está pensando em imigrar para Itália em 2022? Então esse conteúdo foi feito para você! O sonho de muitos brasileiros é morar na Itália, mas é comum que muitos deles não saibam o que é preciso para fazer essa mudança.

Para ajudá-lo nesse processo, reunimos neste artigo algumas dicas e informações que poderão ser úteis para você! Sendo assim, continue lendo para saber o que é preciso para morar na Itália.

Imigrar para Itália em 2022

A Itália é um país com belas paisagens, comida deliciosa e, é claro, repleto de cultura e história, não é mesmo? Não é à toa que é um dos destinos favoritos entre muitas pessoas que desejam morar nesse país encantador.

Mas, é preciso ter muita calma para planejar-se de forma adequada e evitar uma série de problemas. Em primeiro lugar, para imigrar para Itália, será preciso de um visto se residência antes de viajar e, ao chegar no país, deverá tirar o Permesso di soggiorno.

O governo da Itália aceita como residente, seja permanente ou temporário, cidadãos estrangeiros que se encaixam em alguma dessas categorias:

  • Estudo;
  • Trabalho;
  • Investimento;
  • Aposentado.

1. Tire o visto italiano

O primeiro passo caso queira imigrar para Itália em 2022 é tirar o seu visto, que pode ser um dos seguintes:

  • Estudo/Pesquisa;
  • Trabalho;
  • Investimento;
  • Tratamento médico;
  • Visita de parentes;
  • Reingresso;
  • Residenza elettiva;
  • Adoção.

Para isso, o processo tende a ser quase o mesmo para todos os tipos de visto:

  • Você deverá solicitar o visto no consulado ou embaixada da Itália mais perto de sua região;
  • Módulo de apresentação do visto;
  • Imposto de renda;
  • Comprovar a necessidade do visto;
  • Pagar a taxa.

Na maioria das vezes, o visto para a Itália demora cerca de 1 mês para ser emitido logo após a solicitação. Porém, esse prazo pode variar de acordo com o grau de dificuldade do requerimento, se for mais difícil então quer dizer que mais tempo leva.

No caso de visto para estudantes, o prazo é de 1 mês. Para visto de trabalho, dependerá do tipo de trabalho, que pode variar entre 3p até 120 dias.

2. Obtenha o Permesso di Soggiorno

Após chegar na Itália, será preciso solicitar o Permesso di soggiorno, um documento que autoriza a pessoa a permanecer no país. Isso quer dizer que não basta apenas o visto, mas também esse documento para residir de forma legal na Itália e que deve ser solicitado assim que chegar ao país.

De forma básica, o visto serve para autorizar um estrangeiro a entrar no país, enquanto o Permesso concede autorização para a pessoa permanecer. Sem o Permesso, você não poderar dixar o imigrar para a Itália de forma completa.

Isso porque, você não irá conseguir estudar, trabalhar e nem mesmo sair do país. Para solicitar esse documento, você deverá ir até os correios da Itália, onde você irá retirar o chamado “kit giallo”.

Com esse kit em mãos, você deverá preencher um formulário de requerimento, onde deverá entregar os seguintes documentos:

  • Passaporte original válido;
  • Fotocópia do passaporte e da página que contem o carimbo de entrada no país e do visto;
  • Recibo de pagamento de requerimento;
  • Comprovante do motivo de estadia;
  • 4 fotos;
  • Comprovante de endereço (contrato de aluguel, contas em seu nome, por exemplo).

Além disso, vale notar que os documentos devem ser traduzidos para o idioma da região. Ou seja, você precisa fazer a tradução juramentada dos seus documentos para o italiano, caso contrário não terão validade.

Portanto, conte com a ajuda de uma empresa especializada em tradução juramentada!

3. Separe os documentos para morar na Itália

Para morar na Itália, você precisará separar alguns documentos que são cruciais para ficar no país. Sendo assim, sses documentos são os mesmo requerido ao tirar o visto e o Permesso di soggiorno:

  • Passaporte válido;
  • Formulário de solicitação de Visto/Permesso di soggiorno;
  • Comprovante de renda;
  • Seguro-saúde;
  • Inscrição na faculdade ou no curso desejado (caso você queira pedir o Visto de estudante);
  • Comprovante de residência italiana (para o Permesso di soggiorno).

4. Aprenda a falar italiano

Para morar na Itália, é vital aprender a falar o idioma do país. Com exceção apenas de algumas cidades mais turísticas e propensas ao mundo dos negócios, como por exemplo, é o caso de Milão e Roma, onde não é preciso saber italiano para se integrar na cultura.

Mesmo assim, aprender italiano é essencial, pois os cidadãos tem uma resistência maior com outras línguas estrangeiras.

5. Prepare-se economicamente e psicologicamente 

Por último, mas não menos importante, é preciso se preparar tanto economicamente quanto psicologicamente. Isso porque, a mudança de um país para outro não é nada fácil, ainda mais para quem não tem um trabalho por lá.

Afinal, enquanto não consegue um emprego, é preciso ter uma economia para te sustentar nesse meio tempo. Além disso, também prepare sua mente para lidar com um país e pessoas com costumes bem diferentes dos seus.

Conclusão

Em suma, morar em outro país é o sonho de muita gente, mas também é um processo lento e complicado. Caso você queira imigrar para Itália em 2022, então não esqueça de seguir as nossas dicas, para evitar transtornos!

Por fim, caso tenha gostado do conteúdo, não esqueça de compartilhar com seus amigos!