IEMA realiza acolhimento socioemocional para equipes escolares das unidades plenas

O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) está realizando acolhimento socioemocional para as equipes escolares das 17 unidades plenas. A ação teve início nesta segunda-feira (3), com os gestores acolhendo os professores e demais profissionais que realizam as atividades educacionais no dia a dia das unidades.

A ação teve como objetivo prepará-los para o retorno das aulas remotas no segundo semestre, através do encorajamento e buscando reconhecer o trabalho desempenhado pelas equipes no primeiro semestre deste ano no desenvolvimento das aulas remotas. A iniciativa foi coordenada pelo Núcleo de Educação Socioemocional e Protagonismo Juvenil.

“Todas as nossas unidades plenas estão realizando o acolhimento socioemocional aos professores e toda equipe escolar. A ação tem o intuito de fornecer apoio emocional para que os profissionais retornem com segurança as atividades remotas. Estamos trabalhando com todo este apoio para que as equipe escolares possam acolher nossos estudantes”, afirmou o diretor de Ensino e Pesquisa do IEMA, Elinaldo Silva.

Para Ana Socorro, gestora geral da unidade plena de Timon, o acolhimento nesse momento de retorno dos docentes é de fundamental importância. “Estamos vivenciando uma fase em que a insegurança, frustrações, angústias, medos e perdas têm sido frequentes, acarretando muitos problemas de saúde mental tantos para os profissionais de ensino como para alunos e famíliares”, disse.

“Diante de todas essas questões os professores têm se empenhado em se adaptar, por vezes guardando sua insegurança pra transmitir conhecimento e apoio aos seus alunos. A finalidade do acolhimento é impactar positivamente no seu desempenho, fortalecendo seu emocional, reconhecendo a sua importância e a relevância do papel desempenhado por cada um deles, além de estabelecer vínculos afetivos”, concluiu.

Na oportunidade são discutidos temas como: competências socioemocionais, empatia, autoconhecimento, relações interpessoais, saúde mental, ansiedade e aspectos psicológicos. O diálogo é intermediado por psicólogos, fisioterapeutas e assistente sociais, formando uma equipe multidisciplinar que tem como foco a acolhida dos docentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.