“Hospital público com um atendimento como esse eu nunca vi”, diz paciente ao receber alta no Hospital Dr. Genésio Rêgo

“Aqui tive o melhor atendimento possível, fui muito bem tratado por todos os funcionários, do médico ao zelador. Hospital público com atendimento como esse eu nunca vi, supera inclusive alguns hospitais particulares pelos quais eu já passei”, conta seu Francisco Luiz de França, 73 anos, ao receber alta médica depois de 21 dias internado no Hospital Dr. Genésio Rêgo. 

Seu Francisco Luiz, que hoje se considera um vencedor, é da cidade de Coelho Neto e deu entrada no hospital no dia 19 de junho, vindo de outras unidades com um quadro mais grave da Covid-19. Sentindo muita falta de ar, o aposentado chegou a passar três dias na UTI antes de ser transferido para a enfermaria, onde continuou seu tratamento.  

Ele faz questão de elogiar a equipe médica. “Os funcionários têm muito cuidado com os pacientes e trabalham felizes. Basta nos mexermos na cama que eles logo vêm perguntar o que estamos sentindo”, diz. 

Na porta do hospital, os familiares aguardavam ansiosamente depois de quase cinquenta dias distantes. “O meu irmão foi muito bem atendido nesta unidade e hoje nós estamos aqui para recepcioná-lo nessa nova vida. Ele é um vitorioso e venceu a Covid, graças à competência desta equipe médica”, comemora Francisca das Chagas.  

O diretor clínico do Hospital Dr. Genésio Rêgo, Demian Borges, fala sobre a importância de oferecer um tratamento diferenciado aos pacientes. “Aqui nós temos um objetivo, que é deixar nossos clientes – sejam pacientes, acompanhantes, familiares ou colaboradores – apaixonados pelo hospital, e seu Francisco está saindo da forma que nos propomos a tratar quem está conosco, e isso nos deixa muito motivados”, destaca o diretor. 

“Esse é o melhor momento para nós profissionais da saúde: a alta médica. Pois nós trabalhamos justamente para que eles saiam daqui bem, recuperados, felizes e confiantes de que nós temos sim bons hospitais e bons profissionais no nosso estado”, ressalta o enfermeiro Lael Victor.  

“Já estou há muito tempo fora de casa e hoje saio daqui curado, sem falta de ar, sem fraqueza, andando sem precisar de auxílio e me alimentando muito bem”, conta o aposentado, totalmente restabelecido da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *