Histórias de lideranças femininas na operação reafirmam compromisso da Suzano com a diversidade, a equidade e a inclusão

Empenhada em oferecer um ambiente de trabalho inclusivo, por meio de iniciativas e políticas sociais, a Suzano busca alcançar a meta de ter 30% de mulheres em cargos de liderança até 2025

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, reafirma seu compromisso com a promoção da diversidade, equidade e inclusão e celebra a data com histórias de mulheres que estão à frente de cargos operacionais da empresa.

A Suzano avança em direção a metas importantes que mostram a pluralidade da sociedade na empresa. Um dos compromissos firmados pela empresa, alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), é aumentar em 30% a representatividade feminina em cargos de liderança até 2025, visando assegurar a participação das mulheres e a promoção da igualdade de oportunidades. Em 2023, a empresa alcançou 24,9% de mulheres em cargos de liderança (gerência funcional e acima). Essa evolução contínua tem garantido mulheres em posições de liderança em diversas áreas, incluindo os setores operacionais. 

Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizado em parceria com o Instituto de Pesquisa FSB em 2023, apontou que as mulheres ocupam 29% dos cargos de liderança na indústria brasileira. O dado deixa ainda mais evidente a importância das iniciativas da Suzano, que busca promover a equidade de gênero e a inclusão no ambiente corporativo e que almeja ser protagonista na evolução da sociedade.

“Na Suzano, seguimos o princípio de que ‘só é bom para nós se for bom para o mundo’. Para nós, a valorização da diversidade é fundamental para fortalecer a nossa cultura organizacional e garantir um ambiente de trabalho acolhedor, além de contribuir com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Aqui, nós valorizamos o potencial de cada mulher e procuramos incentivá-las para que ocupem todos os espaços, incluindo as áreas operacionais, e cresçam profissionalmente”, diz Márcia Barbosa, gerente de Gente e Gestão da Suzano.

Essa jornada de inclusão é impulsionada por programas e iniciativas que reforçam o compromisso da Suzano com a diversidade e equidade de gênero, além de oportunidades de crescimento e reconhecimento profissional. Entre elas, está o “Programa D+”, que impulsiona a carreira de mulheres e pessoas negras. Já o programa “Trainee”, voltado para a capacitação de recém-formados, atingiu uma representatividade feminina de 74% em 2023. Outro destaque foi o programa Jovens Executivos, voltado à aceleração de carreira de talentos do mercado, para que ocupem cargos estratégicos na Suzano, que em 2023 alcançou 73% de mulheres entre as pessoas aprovadas.  Além disso, a participação em organizações como o Movimento Mulher 360, Rede Mulher Florestal e ONU Mulheres consolida a Suzano como referência na promoção da igualdade de oportunidades e em um ambiente de trabalho inclusivo.

Em Imperatriz

Na Suzano em Imperatriz, Yasmin Lima é um exemplo de liderança feminina em cargos corporativos, que trilhou um caminho de crescimento e aprendizado dentro do mercado. Ela começou na unidade em 2016 como estagiária e hoje ocupa o cargo de Consultora de Meio Ambiente Industrial. Yasmin explica um pouco mais sobre sua atuação na rotina: “Tenho a tarefa de promover e apoiar as práticas sustentáveis na área industrial por meio de estratégias que garantam uma gestão ambiental eficiente e responsável. Sendo assim, junto a minha equipe no dia a dia, temos o papel de atender todas as normativas ambientais aplicáveis ao nosso negócio”.

Outro exemplo de destaque é o da Operadora de Máquina Florestal Silvicultura na Suzano Imperatriz, Vânia Lima, que desafia os paradigmas históricos estabelecidos pela sociedade, provando que as mulheres podem ocupar qualquer vaga no mercado. “Coragem e determinação são fundamentais para ocupar uma área majoritariamente masculina, mas isso não é uma questão. Afinal, eu aceitei o desafio de vir para a Suzano justamente por essa abertura, por acreditar ser uma empresa que pratica a diversidade e inclusão de forma genuína”, pontua.

Por meio de histórias como as de Yasmin e Vânia, a Suzano reitera seu compromisso em impulsionar o crescimento pessoal e profissional das colaboradoras, contribuindo para um ambiente de trabalho diverso e inclusivo.

Sobre a Suzano

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, líder no segmento de papel higiênico no Brasil e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras a partir de matéria-prima de fonte renovável. Nossos produtos e soluções estão presentes na vida de mais de 2 bilhões de pessoas, abastecem mais de 100 países e incluem celulose; papéis para imprimir e escrever; papéis para embalagens, copos e canudos; papéis sanitários e produtos absorventes; além de novos bioprodutos desenvolvidos para atender a demanda global. A inovação e a sustentabilidade orientam nosso propósito de “Renovar a vida a partir da árvore” e nosso trabalho no enfrentamento dos desafios da sociedade e do planeta. Com 100 anos de história, temos ações nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ). Saiba mais na página: https://www.suzano.com.br/