Governo homenageia profissionais em alusão ao Dia do Nutricionista

Para comemorar o Dia do Nutricionista, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), reuniu, nesta segunda-feira (31), os 57 profissionais de Nutrição que fazem parte da Secretaria Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (Sasan), para parabenizá-los pela data, com entrega de jalecos e coffee break para homenageá-los.

Para o secretário Márcio Honaiser, o profissional de Nutrição é um dos atores mais importantes para a constante melhoria da Política de Segurança Alimentar e Nutricional do Maranhão. 

“Nossa equipe de nutricionistas é essencial no planejamento e na execução de uma boa política de segurança alimentar no nosso estado. Seja na atuação administrativa da Sedes, nos Restaurantes Populares ou no Banco de Alimentos, eles desempenham a importante função de elaborar uma alimentação de qualidade e acompanhar a saúde dos usuários com os atendimentos nutricionais, colaborando para que a população tenha cada vez mais qualidade de vida com o consumo de refeições saudáveis”, disse o secretário. 

De acordo com a secretária adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Lourvidia Caldas, toda a rede de equipamentos de segurança alimentar e nutricional do Maranhão possui acompanhamento de nutricionistas que atuam desde a escolha dos alimentos passando pela elaboração do cardápio de acordo com o potencial de cada município. 

“Nossos nutricionistas tem o importante trabalho de escolher os alimentos que serão consumidos pelos usuários dos restaurantes ou do Banco de Alimentos. Além disso, realizam atendimentos e orientações nutricionais oferecidos nos restaurantes, destacando a necessidade de uma alimentação saudável como ponto principal para a prevenção de doenças”, explicou Lourvidia.

Marijose Martins é uma das nutricionistas da Sedes e coordenadora dos Centros de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional do Maranhão (Cresan), implantados nos municípios mais pobres do estado. Ela falou sobre a importância da nutrição para a erradicação da fome e da extrema pobreza.

“Pessoas em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade social muitas vezes não tem acesso a informações sobre uma alimentação saudável e nem a alimentos suficientemente nutritivos, que proporcionam uma saúde adequada. O nosso trabalho nos restaurantes populares eleva a qualidade da alimentação, garantindo a variedade dos cardápios com equilíbrio entre os nutrientes, a promoção de ações de Educação Alimentar, a preservação e resgate da cultura gastronômica”, destacou a nutricionista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.