.

Governador Flávio Dino destaca avanços na Saúde em 2020

Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (18), o governador Flávio Dino e o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacaram avanços na Saúde Pública do Maranhão em 2020, especialmente no enfrentamento à Covid-19. Dentre os temas observados, estão a abertura de novos hospitais e a ampliação de unidades regionais, o aumento no número de leitos de UTI e a execução do Programa Mais Cirurgias. Também foram abordadas as perspectivas e as novas medidas para 2021. 

A retrospectiva das ações na Saúde foi iniciada com a apresentação das unidades hospitalares que foram abertas em 2020. Entre elas estão o Hospital de Campanha de Pedreiras, Hospital de Lago da Pedra, Hospital de Santa Luzia do Paruá, Hospital de Viana, Hospital Municipal de Carolina, Hospital Genésio Rêgo, Hospital Raimundo Lima, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paço do Lumiar, Policlínica do Cohatrac, Policlínica de Santa Inês e Policlínica de Presidente Dutra. 

Além das novas unidades, o Governo contabilizou 53.680 cirurgias eletivas realizadas entre janeiro e novembro de 2020, como resultado da execução do Programa Mais Cirurgias. “Fizemos muito este ano. Realmente o mais desafiador em toda a minha vida de 31 anos como servidor público. Mas, mesmo com as dificuldades, tivemos uma grande ampliação da rede com o acréscimo no número de leitos”, disse o governador. 

Durante a coletiva, o gestor estadual anunciou, ainda, uma premiação para os profissionais que atuam nas unidades estaduais de saúde. Ainda no mês de dezembro, os profissionais receberão em parcela única o benefício de R$ 350,00. “Esse é um prêmio simbólico, mas um gesto de carinho e respeito aos profissionais que se dedicaram ainda mais no desempenho de suas funções ao longo deste ano. Somos imensamente gratos por toda dedicação”, disse Flávio Dino. 

Vacinação contra a Covid-19 

Entre as perspectivas para 2021, está o início da vacinação contra a Covid-19. O secretário Carlos Lula destacou o empenho do Governo do Estado para garantir doses da vacina contra a doença em caso de não cumprimento do prazo estipulado pelo Governo Federal para meados de janeiro de 2021.  

“Com o intuito de garantir a proteção do povo maranhense, o Governo do Maranhão conseguiu, via liminar deferida pelo Superior Tribunal Federal, que em caso do não cumprimento por parte do Ministério da Saúde, o estado possa adquirir doses da vacina contra o vírus por conta própria para assim poder fazer a dispensação em todo o estado”, pontuou o secretário Carlos Lula. 

Mais investimentos 

Novos investimentos para a área da saúde também foram anunciados durante a coletiva. Para os meses de janeiro e fevereiro de 2021 estão previstas, por exemplo, as entregas da Policlínica de Açailândia, dos 50 novos leitos do Hospital Aquiles Lisboa e dos dez novos leitos de UTI do Hospital Regional de Barreirinhas.