Gilson Ramalho de Lima passa a atuar como substituto da Corte Eleitoral

O jurista Gilson Ramalho de Lima participou nesta quinta, 12 de agosto, de suas últimas sessões como membro efetivo em exercício da titularidade do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Em 8 meses de atuação na Corte Eleitoral – ele assumiu a vaga de membro substituto do TRE-MA em 12 de janeiro de 2021 – o jurista proferiu 73 votos, mais de 50 decisões monocráticas e deixa pautados 33 processos, todos com votos prontos.

Ramalho comunicou durante a sessão que o gabinete está saneado e organizado. Que foi a 60ª sessão em que participou, enaltecendo o trabalho de qualidade feito pelos servidores do gabinete.

Antes de Ramalho pronunciar-se na sessão sobre a despedida, o desembargador Joaquim Figueiredo, presidente, frisou o enriquecimento dos julgamentos oportunizado por esta composição híbrida de juízes de 1º e 2º graus junto com advogados e procurador federal que culmina em discussões salutares trazendo aos jurisdicionados a troca de ideias.

Continuando, o presidente lembrou do lado afetivo. “Terminamos não só colegas, mas amigos, com amizades que se consolidam, mesmo com os debates balizados na premissa da divergência, às vezes efusiva, mas jamais que atenta contra a honra do outro, o que é importante para a democracia”.

A desembargadora Angela Salazar, corregedora, declarou ter muito apreço pelo doutor Gilson e que sua admiração por ele só cresceu nos últimos meses pela elegância, educação, humildade, contribuindo com a produção de saberes. “Esforçado, inteligente, companheiro, que sabe se relacionar”, resumiu.

O juiz federal Ronaldo Castro Desterro e Silva falou da sua admiração e respeito pelo doutor Gilson: “foi enriquecedora essa experiência”.

O juiz estadual Cristiano Simas de Sousa disse ser um admirador do doutor Gilson, que contribuiu muito para que a Corte acertasse nos julgamentos.

A juíza estadual Lavínia Helena Macedo Coelho destacou: “o senhor vai, mas fica” porque mesmo substituto atuou como titular e nos demonstrou muitas visões que levavam a reflexões. Defino-o como um homem conquistador não só pelas palavras, mas pelas atitudes”.

O jurista Luis Fernando Xavier Guilhon Filho ratificou as qualidades já citadas pelos outros membros e o diretor-geral agradeceu a convivência com Ramalho e por ele estar sempre disponível.

Juraci Guimarães Júnior, procurador federal, ao criticar o momento que a democracia passa no país, com tantos ataques à Justiça Eleitoral, a quem considera uma das responsáveis pela estabilidade do atual sistema político, elogiou o trabalho profícuo de Gilson Ramalho, demonstrado também em artigos publicados.

O biênio de Gilson Ramalho de Lima como membro substituto do TRE-MA encerrará em 12 de janeiro de 2023.