Fundação Antonio Dino lança Campanha Março Lilás 2024 com o tema “Eu visto o tom da Prevenção!”

Fundação Antonio Dino lança Campanha Março Lilás 2024 com o tema “Eu visto o tom da Prevenção!”

A Fundação Antonio Dino, que mantém o Hospital do Câncer Aldenora Bello, promove durante todo o mês de março, a campanha, Março Lilás, idealizada pela oncologista Dra Rachel Cossetti. A campanha  levanta um assunto que tem que ser debatido pois trata da Conscientização, Prevenção e Combate ao Câncer de Colo de Útero. Nesta segunda-feira, 4 de março, às 9h, na recepção do Hospital Aldenora Bello ocorrerá a abertura oficial da campanha com a presença da direção do Hospital, voluntários, pacientes e da oncologista Rachel Cossetti idealizadora da Campanha Março Lilás. “Buscamos cada vez mais a conscientização da população acerca da necessidade da prevenção contra o câncer de colo de útero”, comenta Dra. Rachel.

A campanha visa levar informação e estimular a população feminina para os cuidados de prevenção contra o câncer de colo uterino, além de alertar para os principais sinais e sintomas que devem direcionar a mulher a buscar ajuda médica.

Para a oncologista Rachel Cossetti, a prevenção é a melhor forma de combater esse câncer: “As mulheres precisam ser conscientizadas desde cedo da necessidade da prevenção com a vacina contra o HPV além da realização de exames periódicos a fim de diagnosticar precocemente a doença”, afirma.

Entenda: o câncer de colo uterino é o segundo tipo de câncer mais frequente entre as mulheres de todo o mundo e também no Brasil. Sua maior incidência se dá em mulheres entre 45 e 49 anos de idade e estima-se que o rastreamento sistemático e o tratamento de lesões precursoras possam reduzir a mortalidade pela doença em até 80%. O principal fator de risco é a infecção pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) e já foram desenvolvidas vacinas contra os principais tipos oncogênicos do vírus. A redução da mortalidade decorrente dessa doença depende da adoção de medidas de prevenção primária, de diagnóstico e tratamento de lesões

precursoras bem como do diagnóstico e tratamento adequados das lesões invasivas.

As medidas de prevenção são simples. Toda mulher com vida sexual ativa ou a partir dos 25 anos deve fazer o exame preventivo, também chamado de Papanicolaou, todos os anos. É através desse exame que inflamações e alterações iniciais podem ser descobertas e tratadas logo, antes de evoluírem para uma doença agressiva e que pode levar a morte.

E mais: a Fundação Antonio Dino, mantenedora do Hospital do Câncer Aldenora Bello, é referência no combate ao câncer no Maranhão. Uma Instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que busca constantemente melhorias na qualidade do tratamento oncológico.