FIEMA quer expandir uso de inteligência de dados para apoiar a tomada de decisão de empresários maranhensesEste ano começa a funcionar o Observatório da Indústria do Maranhão

A Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) está trilhando um caminho inovador em busca de fortalecer o setor industrial local. Inspirada pelo Observatório Nacional da Indústria e de outras iniciativas similares pelo país, a FIEMA está investindo na criação de um Observatório da Indústria no Maranhão. O projeto, que conta com o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), visa fornecer aos empresários locais, governos e pesquisadores, entre outros públicos de interesse, uma ferramenta fundamental para tomadas de decisão mais estratégicas e embasadas em inteligência de dados. 

A FIEMA já elabora regularmente diversas publicações. São análises setoriais, artigos, cartilhas, guias, manuais, e-books, relatórios, perfis da indústria, revista e informativos com dados do setor industrial. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), um indicador utilizado para identificar mudanças na tendência da produção industrial; a Sondagem Industrial, uma enquete da opinião empresarial realizada mensalmente; e a Sondagem da Construção Civil, estudo que conta com o apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), são algumas das publicações disponíveis gratuitamente no link https://www.fiema.org.br/publicacoes. Os empresários que tiverem interesse de participar das sondagens podem manter contato com a FIEMA pelo e-mail pesquisa@fiema.org.br. 

O Observatório da Indústria do Maranhão promete ser um divisor de águas para o empresariado maranhense. Ao centralizar e analisar dados relevantes sobre a indústria local, a plataforma fornecerá insights valiosos. Dessa forma, os empreendedores e gestores públicos terão a capacidade de fazer escolhas mais assertivas, alinhadas com as demandas do mercado e com as condições socioeconômicas. 

Os interessados terão acesso a informações estratégicas que abrangem desde a concentração de dados oficiais de diversas fontes, como IBGE e Ministérios, como tendências de mercado, indicadores econômicos e análises setoriais. Essa abordagem baseada em dados promete otimizar a eficiência operacional e impulsionar o desenvolvimento sustentável das empresas locais. 

Ao criar o Observatório da Indústria do Maranhão, a iniciativa da FIEMA não apenas fornecerá a médio e longo prazos uma base sólida de dados para a tomada de decisões, mas também fortalecerá a capacidade de adaptação das empresas a um ambiente dinâmico. O Observatório é uma ferramenta indispensável para os líderes empresariais e políticos que buscam prosperidade sustentável em um cenário cada vez mais desafiador.

O coordenador do Observatório da Indústria do Maranhão, Carlos Jorge Taborda, informou que a iniciativa no estado conta com o apoio também do Serviço Social da Indústria (SESI-MA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-MA). A iniciativa maranhense está sendo mentorada pelo Observatório do Ceará e integra a rede de observatórios formada pela CNI e por todos os observatórios da indústria no país. Já existem 18 observatórios similares, alguns poucos já em operação e a maioria também em processo de implantação, como o da FIEMA.

BIG DATA – Atualmente, o Observatório Nacional da Indústria dispõe de mais de 240 bases de dados, sendo 80 delas com informações tratadas e prontas para serem utilizadas. O objetivo é que essa grande quantidade de dados (big data) fique disponível para todos os observatórios estaduais em um grande repositório (data lake) que suporta dados de diferentes formatos. A partir desses dados, estruturados ou não, podem ser geradas infinitas análises com foco no cenário maranhense. 

Já estão disponíveis para consulta na FIEMA mais de uma dezena de painéis. Entre eles os de Indicadores de Mercado, Perfil de Municípios, Painel Setorial, Comércio Exterior, Perfil de Empresas, Perfil de Empregos, Mapa do Trabalho e Mapeamento CT&I (Capital Humano, Tecnologia e Inovação).

“Em suma, o Observatório da Indústria surge como uma ponte crucial entre o setor industrial e a informação relevante. Ao proporcionar aos empresários do Maranhão uma visão abrangente do panorama econômico, o observatório promete fortalecer a resiliência das empresas, tornando-as mais aptas a enfrentar desafios e explorar oportunidades”, destaca o presidente da FIEMA, Edilson Baldez, que é um dos grandes incentivadores do projeto.