FIEMA incentiva negócios na região Tocantina e Pré-Amazônia maranhense

 
IMPERATRIZ – Com a proposta de impulsionar e oferecer apoio à geração de negócios e torná-los mais competitivos, a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), em uma ação do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF-MA), realizou, esta semana, encontros de negócios que contemplaram a região tocantina e pré-amazônia maranhense. A iniciativa foi capitaneada pelo coordenador do PDF-MA, Carlos Jorge Macedo, e ocorreu nas cidades de Imperatriz e Açailândia.
 
Em Imperatriz, a ação foi realizada em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), na última quarta-feira, (24), no Palácio do Comércio. Dez empresas compradoras, dentre elas, entidades do Sistema S, mobilizaram dezenas de empresas de diferentes portes e áreas de atuação. O momento foi uma oportunidade de prospectar negócios e estabelecer rede de contatos. “A missão do PDF é oferecer apoio e construir momentos como este, para fomentar a geração de negócios no Maranhão. Temos como premissa estabelecer essa aproximação entre compradores e fornecedores, e motivar as negociações de mercado em nosso estado”, enfatizou Carlos Jorge.
 
O evento reuniu no auditório do Palácio do Comércio cerca de 130 participantes. A empresária do segmento de hotelaria, em Imperatriz, Shirley Antunes, participou pela primeira vez de uma rodada de negócios e acredita que foi uma ocasião de mensurar boas expectativas para seu empreendimento. “A iniciativa está de parabéns. É a primeira vez que participo e gostei bastante da dinâmica apresentada. O fluxo é rápido e possibilita uma integração entre diferentes setores, o que oportuniza bons negócios”, complementou.
 
A administradora do setor de instrumentos musicais e sonorização, Denise Diniz, levou todo o seu portfólio e entusiasmo para o encontro de negócios. Para ela, o objetivo foi ampliar a visibilidade de sua loja e trazer conforto aos seus clientes. “Trouxe todo o nosso pacote de vantagens para motivar nossa clientela e divulgar nossos serviços, e acredito que daqui surgirão boas negociações”, concluiu.
 
Açailândia
 
Integrando a Semana Empresarial, promovida pelo Centro Empresarial de Açailândia (CEA), o Encontro de Negócios reuniu 70 participantes na última quinta-feira, (25), no auditório do CEA. Empresas de diferentes portes e segmentos foram convidadas a participar. A VLI, empresa de soluções logísticas que integra ferrovias, terminais e portos e controla o Tramo Norte da Ferrovia Norte-Sul, esteve presente nos encontros em Imperatriz e Açailândia. Segundo o analista de suprimentos, Horleilton Neves, os encontros tiveram boas perspectivas. “O nosso objetivo neste evento é instigar o fornecimento local e possibilitar uma carteira maior tanto de materiais como de serviços. A empresa está focada nesta abrangência, com aquisição de produtos e serviços locais, e o objetivo é aumentar o nosso portfólio de fornecedores e cada vez mais agregar e fomentar o desenvolvimento na região”, reiterou.
 
 
A empresária de Açailândia, Geovana Alencar, participou do momento e acredita que ações como essa são relevantes para a dinamização da economia de um território. “A cidade, os empreendedores só ganham com acontecimentos deste formato. É ágil, simples e traz um retorno positivo para as relações comerciais em nosso município”, completou. A ação foi desenvolvida em parceria com o CEA, que é formado pelas entidades: Associação Comercial e Industrial de Açailândia (ACIA), Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL) e Sindicato do Comércio Varejista de Açailândia (SICA).
 
Sobre o PDF
 
Criado em 1999, o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF-MA) trabalha para o desenvolvimento de fornecedores locais e para a promoção de oportunidades de negócios para empresas maranhenses, contribuindo para sua maior participação no fornecimento de bens e serviços às grandes empresas instaladas ou que venham a se instalar no estado.
 
Considerado um instrumento estratégico de articulação entre o poder público e a iniciativa privada, o Programa – criado pelo Governo do Maranhão – desde 2010 é gerido pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) e mantido por cinco grandes empresas instaladas no Maranhão – Alumar, Cemar, Eneva, Solar e Vale, com o apoio de diversas instituições ligadas ao comércio e indústrias locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.