Festa dedicada à cultura reggae anima segunda noite do Réveillon do Maranhão

A potência das radiolas de reggae fizeram tremer o chão da Praça Nauro Machado no domingo (29), durante o segundo dia de programação do Réveillon do Maranhão. O Centro Histórico de São Luís ficou pequeno para a grande “massa regueira” que dançou e cantou em uma noite dedicada ao ritmo caribenho.

Além das equipes de som e DJs, no palco se apresentaram grandes nomes do reggae maranhense, como Célia Sampaio, Tadeu de Obatalá, Raiz Tribal, George Gomes, a cantora Núbia, dentre outras atrações.

Um dos grandes destaques foi o show da Tribo de Jah, banda formada em 1986 e uma das principais difusoras da cultura reggae em todo o Brasil. Reconhecida internacionalmente, a banda comemorou a volta aos palcos maranhenses em uma noite tão especial para o movimento reggae.

“A gente carrega a bandeira do reggae há tantos anos e essa noite é muito especial. Especialmente pelo fato de permitir que a Tribo volte ao Maranhão. Poder estar aqui no final do ano é uma benção muito grande”, afirma o vocalista da Tribo Jah, Fauzi Beydoun.

Fauzi elogiou a iniciativa dos organizadores em dedicar uma festa exclusiva para a música reggae durante as festas de fim de ano.

“Acho bem-vinda essa sensibilidade da parte do governo, da cultura local, em lembrar também do reggae. A gente particularmente se sente muito feliz, muito honrado em poder participar do evento”, conta o músico.

Cadeia produtiva do reggae

A noite dedicada ao reggae contou ainda com grupos de dança, artesãos e trancistas, que embelezaram ainda mais a festa com o melhor da moda reggae. Para o vocalista da banda Raiz Tribal, Gill Enes, o ponto alto da noite foi a reunião de toda a cadeia produtiva da cultura reggae em um único evento. Para Gill Enes, a festa dedicada ao reggae é “o reconhecimento de um movimento que existe há anos”.

“Fazer reggae no Maranhão é uma correria o tempo inteiro. Um evento como esse aqui faz com que o regueiro se sinta valorizado. De graça, para o povão, em uma praça de São Luís do Maranhão, cidade considerada a Jamaica brasileira. Nós da Raiz Tribal estamos realizados e felizes em participar”, frisa o artista.

Réveillon para todos os gostos

Além da noite dedicada ao samba e da festa que reuniu regueiros e regueiras na Praça Nauro Machado, a programação do Réveillon do Maranhão 2020 contará ainda com mais dois dias de festa em celebração ao ano novo que se aproxima.

Nesta segunda-feira (30) foi preparado um cortejo para celebrar a eleição do Bumba-Meu-Boi do Maranhão como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, concedido este ano pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A concentração começa às 17h, na Praça João Lisboa, onde serão realizadas apresentações e entregues homenagens a grandes nomes do folclore maranhense, em seguida haverá um cortejo pela Rua Grande.

Já na terça-feira (31), o show da virada será comandado pela energia da cantora Daniela Mercury, que se apresenta junto com vários artistas maranhenses, em uma grande estrutura de palco que está sendo montada na parte final da extensão da Avenida Litorânea.

O Réveillon do Maranhão é uma realização do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de São Luís e com apoio cultural do grupo Mateus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.