Famílias beneficiadas com apartamentos no residencial Jomar Moraes visitam e acompanham a obra

Construído nas imediações do sítio Piranhenga, o Residencial Jomar Moraes tem investimento de R$ 82 milhões oriundo do Programa Minha Casa Vida por meio da Caixa Econômica Federal (CEF), com contrapartida do Governo do Estado. O empreendimento é formado por 33 blocos de 32 apartamentos e dois blocos de 24 unidades. Além disso, os espaços de entorno do residencial possuem áreas destinadas para construção de equipamentos comunitários nos segmentos da saúde, educação e lazer. 

O secretário da Secid, Raimundo Reis, ressaltou a relevância social do programa, destacando que investir em habitação popular significa oportunizar dignidade e bem-estar às famílias. Sobre a tentativa de invasão, o gestor falou que depois da ação criminosa de vândalos, foram iniciadas vistorias nas unidades e constatou-se que algumas portas e janelas dos imóveis foram danificadas. 

Com isso, a secretaria realizou uma licitação e os trabalhos para os devidos reparos já estão em andamento, e em ritmo acelerado.

Wellinton José, beneficiário do programa, falou sobre a ação realizada pela Secid. “Achei muito importante, pois assim podemos acompanhar melhor a obra, que por sinal está sendo bem feita e está dentro da programação dada pela secretaria. Eu estou muito feliz, assim como todos que tiveram a oportunidade de estar presente hoje nesta visita, que puderam sentir e ver de perto a nossa nova moradia”.

Já para a dona de casa Dinaelma Silva, moradora de palafita, disse que não vê a hora de estar na sua casa nova. “Nessa visita pudemos constatar os estragos feitos pelos vândalos, mas graças a Deus os reparos estão quase finalizados pela Secid e agora é só aguardar outubro”.

Participaram da visita, a coordenadora do PAC Social, Daniele Ferreira, e o engenheiro Marcio Taveira, além de um grupo de representantes das famílias beneficiadas com a política de habitação do Governo do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.