Facimp traz palestra gratuita com a ex-atleta olímpica Laís Souza

Para receber os alunos veteranos e calouros que ingressaram no segundo semestre, a faculdade Facimp promove, no próximo dia 24.08, a versão online do evento “Welcome Day”, com a ex-atleta olímpica brasileira, Laís Souza, convidada para ministrar a palestra “Aprendendo juntos o caminho da superação”. A transmissão será feita pelo canal da faculdade Facimp no Youtube: https://cutt.ly/yfyWTyV, às 20h e será aberta para a sociedade em geral. Uma hora antes, os novatos participarão de uma palestra de integração, onde receberão as boas-vindas oficiais da reitoria, bem como apresentação dos setores e serviços ofertados pela instituição.

O início das aulas ocorrerá de forma remota, por meio de plataforma particular, contratada pela instituição. O Welcome Day é um evento tradicional da Facimp, realizado duas vezes por ano, para recepcionar os alunos a cada semestre, com atividades lúdicas e interativas, como ação de acolhimento.

“Será uma ótima oportunidade dos novos alunos se integrarem e começarem uma sintonia com o padrão de excelência da Facimp. A transmissão mostrará as orientações e as informações sobre o começo dessas jornadas acadêmicas, além da parte motivacional no bate papo com a ex-atleta olímpica, Laís Souza”, afirmou o diretor geral da faculdade, Diego Leite Cunha.

Além do evento da próxima segunda-feira, ao longo da mesma semana os alunos recém-chegados contarão com reuniões com os dirigentes da faculdade, coordenadores de curso e bate-papos sobre suas carreiras profissionais de destaque regional e nacional.

Sobre a palestrante

Laís Souza dedicou-se à ginástica artística desde os 10 anos, tendo conquistado diversos títulos e medalhas e representado o Brasil em duas olimpíadas – Atenas 2004 e Pequim 2008. Esteve entre as quatro melhores atletas desse esporte.

Em 2013, aceitou o desafio de começar em um novo esporte – esqui aéreo – e, no mesmo dia em que receberia a notícia da classificação para a Olimpíada de inverno de 2014, sofreu o acidente que mudaria sua vida. Laís venceu o risco de morte e o prognóstico era tetraplegia, respiração e alimentação, dependente de ajuda de aparelhos sem perspectiva de melhora.

Mas foi cantando durante a sessão de fisioterapia que ela derrubou o parecer médico e respirou sem a ajuda de máquinas pela primeira vez. Daí em diante, novas “pequenas vitórias”, como Laís costuma se referir, iriam escrever uma história de superação. Hoje, ela divide as lições da vida de atleta e das conquistas pessoais por meio de palestras e mensagens de incentivo nas redes sociais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.