Experiência exitosa do Maranhão frente à pandemia é destaque em reunião da Comissão Externa da Câmara dos Deputados

O Secretário de Estado da Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Carlos Lula, participou da 54ª Reunião Técnica da Comissão Externa da Câmara dos Deputados, destinada a acompanhar o enfrentamento à Covid-19. No encontro, realizado nesta quinta-feira (9) por videoconferência, foi discutido o panorama da pandemia no Brasil.

Durante a reunião, Carlos Lula falou sobre a experiência exitosa do Maranhão no combate à pandemia. “O tamanho do Maranhão permitiu que fizéssemos um planejamento por região, e o tratamento precoce foi um dos pilares do nosso plano de ação. Fomos o primeiro estado a decretar lockdown, disponibilizamos UTIs aéreas, instalamos ambulatórios nos hospitais, tendas externas para realizar a triagem nas UPAs, além de ajudar os municípios no combate à doença, para assim termos um controle bem maior da Covid-19”, disse. O secretário acrescentou que os meses de abril e maio foram os meses com mais casos no estado e, para enfrentamento à pandemia, foram construídos treze hospitais na capital e no interior, contabilizando mais de uma entrega por semana. Disse ainda que dos novos hospitais, oito unidades serão permanentes, deixando um legado para a população.

“Atualmente, a taxa de transmissão do Maranhão é uma das menores do país e a abertura gradual da atividade comercial não implicou, até o momento, no aumento significativo do número de casos no estado. Nossa capital São Luís está com uma taxa de transmissão de 0.5 a 0.7”, afirmou Carlos Lula.

O coordenador da Comissão, deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ), falou sobre a importância do tratamento precoce dos pacientes acometidos pela Covid-19. “Reforço mais uma vez que precisamos enfrentar essa pandemia de forma diferente. Todas as pessoas tratadas precocemente se saíram muito bem, sem precisar de respiradores e intubação”, afirmou. 

No Maranhão, a Secretaria de Estado da Saúde implantou 11 ambulatórios para tratamento dos sintomas iniciais da COVID-19. Nos serviços, os pacientes passam por uma triagem, com avaliação clínica e exames de imagem, para definição do tratamento medicamentoso pelo médico. 

Os deputados presentes tiveram a oportunidade de falar sobre a situação da pandemia nos seus respectivos estados e demandar o Ministério da Saúde. 

Participaram ainda do encontro, que contou com transmissão interativa, o secretário de Atenção Especializada à Saúde – SAES/MS, Luiz Otávio Franco Duarte; o diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS – DEMAS/SE/MS, Angelo Martins Denicoli; representando o Departamento de Logística em Saúde/MS, Marcelo Blanco; o consultor Técnico do CONASS, Leonardo Vilela;  o presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS, Wilames Freire; e parlamentares federais.Área de anexos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.