O Maranhense|Notícias do Estado do Maranhão

Coletivo Nós recebe abaixo-assinado solicitando reforma da Feira do Anjo da Guarda

Em discurso na sessão plenária desta terça-feira, 7, o co-vereador Jhonatan do Soares, do Coletivo Nós (PT), falou sobre o recebimento de um abaixo-assinado e um ofício, idealizado por feirantes, solicitando a reforma da feira do bairro Anjo da Guarda. 

O parlamentar informou que o abaixo-assinado teve 3.064 assinaturas de moradores da região que visitam a feira diariamente. Em seu pronunciamento, o parlamentar leu o documento com as reivindicações dos feirantes e moradores do bairro.

“Por meio deste abaixo-assinado, a população solicita a construção urgente de esgoto, visto que os despejos escorrem a céu aberto, a implantação de uma caixa d’água, reparo da rede elétrica, reforma no telhado, banheiros, para atender as necessidades da população e a inserção de lixeiras internas, para evitar o acúmulo de lixo nos contêineres, que exalam mau cheiro e atrai animais”, informou. 

O co-vereador destacou também que a situação relatada pelos moradores e feirantes da região do Itaqui-Bacanga é a realidade que pode ser encontrada na maioria das feiras das comunidades.

“As feiras livres de nossa cidade se encontram exatamente nessa situação. A reforma da feira do Anjo da Guarda é um sonho aguardado entre muitas gestões. Já se passaram muitas gestões. Esperamos que agora, na gestão do prefeito Eduardo Braide, esse sonho da comunidade finalmente venha a ser realizado. Que a gestão municipal tenha esse abaixo-assinado como um desejo, o afinco de mais de 3 mil moradores que esperam ansiosamente pela revitalização da feira.”, disse Jhonatan Soares. 

Representantes e lideranças da comunidade do Anjo da Guarda estiveram presentes e acompanharam a sessão de dentro da galeria da Casa Legislativa. 

CPI dos Transportes

Na ocasião, Jhonatan Soares também comentou sobre a situação da CPI do transporte público, que foi instalada na tarde de ontem, 6, e elegeu a presidência, vice-presidência e relatoria da comissão. 

O co-vereador informou que o Coletivo Nós ficou como suplente da CPI, mas pretende estar presente em todas as etapas da comissão. “O Coletivo Nós se coloca à disposição para acompanhar todo o processo. Na condição de suplente, na ausência de algum colega, podemos ficar como titulares e acompanhar o processo. Na condição de estar presente todos os titulares, nós continuaremos lá presente, fazendo nosso papel que é ser fiscal do povo, que é de acompanhar as demandas, que é de monitorar e sobretudo apresentar uma resposta sobre essa situação”, concluiu.