Centro de Reabilitação da Cidade Operária retoma atendimentos aos pacientes

Com a constante diminuição dos casos de Covid-19 na Ilha de São Luís, vários serviços oferecidos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) estão sendo retomados gradualmente. Um deles é o trabalho realizado no Centro Especializado em Reabilitação (CER) da Cidade Operária, que neste mês de julho está retornando o atendimento presencial à população, depois da suspensão dos serviços durante o período mais crítico da pandemia. 

A supervisora administrativa do CER Cidade Operária, Ely Regina Diniz, destaca que a volta dos serviços está sendo muito importante, pois quando o paciente permanece por muito tempo em casa, pode ocorrer a regressão do tratamento.   

“O que temos visto agora é a satisfação dos pacientes em retornar. Neste primeiro momento, estamos retornando com 40% da capacidade de atendimento, com hora marcada, respeitando às medidas de distanciamento e utilizando os devidos EPIs, tanto para os pacientes quanto para os profissionais, de acordo com as recomendações da Vigilância Sanitária. Os pacientes do grupo de risco permanecem em casa por segurança”, afirma a supervisora Ely Regina Diniz. 

A estudante Silvia Regina, 33 anos, tem um filho de três anos com TEA (Transtorno do Espectro Autista) e comemora a volta dos atendimentos do CER Cidade Operária. “O Pedro Kaleb começou a fazer o acompanhamento um pouco antes da suspensão por conta da pandemia, e hoje, graças a Deus, nós voltamos aos atendimentos e ele começa a tomar a medicação. Quando começou o tratamento aqui, ele não falava nada, hoje ele já conta até cinco e já sabe as vogais. Aqui, ele tem atendimento com a psicóloga, fonoaudióloga e terapeuta ocupacional e, com esse acompanhamento, ele vai melhorar cada vez mais”, disse a estudante.  

O CER da Cidade Operária oferece diferentes tratamentos a pacientes que precisem de reabilitação física, intelectual e auditiva. As atividades e serviços acontecem em um amplo e moderno espaço e com auxílio de uma equipe multidisciplinar. 

Seu Josafá Silva, 55 anos, é motorista e depois de fraturar a tíbia em um acidente doméstico está realizando sessões de fisioterapia no CER. Ele conta que já tinha realizado 20 sessões antes do início da pandemia e agora retorna para concluir o seu tratamento. “Faz uma semana que retornei às sessões de fisioterapia e estou muito confiante, pois preciso voltar o mais rápido possível às minhas atividades normais. Eu não via a hora de poder retornar ao tratamento para poder me sentir melhor e voltar a ter flexibilidade na perna novamente”, afirma o motorista. 

Estrutura e atendimento

A unidade oferece atendimento adulto e infantil, com serviços de fisioterapia, psicopedagogia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, neuropediatria, serviço social, reabilitação aquática, pilates, entre outros.  

Para atendimento no CER da Cidade Operária, o usuário deve ser encaminhado por uma Unidade Básica de Saúde, Núcleo de Atendimento de Saúde da Família (NASF), ou referenciado por serviços da Atenção Especializada (Posto de Saúde, APAE, Centro de Especialidades Médicas, Policlínica) e Atenção Hospitalar Especializada (Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão, Hospital de Câncer do Maranhão ou maternidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.