.

Casos de condutores dirigindo sem habilitação são registrados pela PRF em rodovias maranhenses

Na quinta-feira (7), equipes da PRF realizavam fiscalização nas BRs 222, 230 quando flagraram casos de condutores dirigindo sem habilitação, e de permitir ou confiar direção a condutor inabilitado. Em uma das ocorrências, um condutor apresentou um comportamento agressivo e tentou fugir da fiscalização.

Açailândia – Na altura do km 667 da BR- 222, perímetro urbano do município de Açailândia/MA, uma equipe PRF abordou um carro, e durante fiscalização, constatou que o condutor não era habilitado, e que o carro seria de propriedade do passageiro.

Após a consulta aos sistemas informatizados, os policiais constataram que realmente o condutor não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD), assim como o automóvel estava com o licenciamento vencido.

Questionado pelos policiais sobre o motivo pelo qual estava conduzindo o veículo mesmo sem ser habilitado, o condutor respondeu que o proprietário do veículo o entregou a condução por estar com sono.

O proprietário confirmou o fato e informou que tinha conhecimento de que seu amigo não possuía habilitação.

Foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência (TCO), em desfavor do autor pela prática, de permitir, confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa não habilitada.

O veículo foi removido ao pátio da unidade da PRF em Açailândia em razão do licenciamento estar em atraso.

Balsas – Uma equipe PRF realizava ronda na altura do km 403 da BR-230, no perímetro urbano do município de Balsas/MA, quando abordou uma motocicleta conduzida por uma senhora que não possuía habilitação.

Segundo o esposo dela, que compareceu no local, o veículo foi adquirido, mas não foi feita a transferência de propriedade.

Foi constatada a ocorrência de permitir, confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa não habilitada.

Caxias – No km 552 da rodovia BR-316, no município de Caxias/MA, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu ordem de parada a uma motocicleta, porém, o condutor desobedeceu a ordem e transpôs o bloqueio viário policial.

Em razão disso, os policiais iniciaram acompanhamento tático pelas ruas do bairro Itapecuruzinho, local em que se deu a interceptação do condutor.

Durante todo o trajeto, o fugitivo cometeu diversas irregularidades e infrações de trânsito graves, causando perigo de dano severo a passageira transportada, bem como também à coletividade.

Depois de abordado, o autor proferiu ameaças de agressão contra os policiais rodoviários federais, e tentou fugir a pé, sendo então acompanhado e contido com uso de algemas.

A motocicleta foi removida para o pátio da PRF, enquanto o conduzido e a testemunha seguiram apresentados aos cuidados da Delegacia de Polícia Civil por dirigir sem habilitação, gerando perigo de dano, desobediência e resistência.