Câmara de São Luís promove audiência pública para debater tema da Campanha da Fraternidade de 2021

A Câmara Municipal de São Luís realizou, na manhã desta sexta-feira (26), audiência pública para debater o tema “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e lema ‘Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade’, da Campanha da Fraternidade de 2021.

Este ano, a campanha é voltada ao diálogo para a superação das polarizações e das violências que foram bastante presentes nos últimos anos, principalmente no campo da política e em meio à pandemia do novo coronavírus.

A audiência pública foi solicitada pela vereadora Concita Pinto (PCdoB), por meio do requerimento n° 203/2021, aprovado na sessão ordinária híbrida da última segunda-feira (22). De acordo com a parlamentar, o tema deste ano da Campanha da Fraternidade, é importante, porque faz refletir e mostra que os cidadãos devem ter fé e compromisso, especialmente com as pessoas que mais precisam. Segundo ela, é necessário dar abertura ao diálogo e não ver raça, nem cor e nem gênero.

Concita ressalta que os assuntos em foco na campanha, não devem ser debatidos apenas nesse momento. “Esse tema não será discutido só hoje, teremos o ano todo, para levar esses temas às comunidades para serem debatidos. O diálogo se chama compromisso de fé”, declarou em seu pronunciamento de abertura.

“A campanha da fraternidade é uma das mais eficazes e criativas realizações da Igreja, no Brasil. E tem contribuído muito para o bem de nossa sociedade, em vários aspectos: no humano, social, político, na construção da democracia, na superação da pobreza e na construção da paz”, explicou Dom Sebastião Bandeira Coelho, bispo de Coroatá (MA) e coordenador da Regional Nordeste 5 da CNBB, que representou o arcebispo metropolitano de São Luís, Dom José Belisário da Silva, na audiência pública.

Além de Dom Sebastião Bandeira e da vereadora Concita Pinto, que presidiu a audiência, compuseram a mesa dos trabalhos: o padre Jadson Borba; a secretária municipal da Criança e Assistência Social, Rosângela Bertoldo, que representou o Prefeito de São Luís, Eduardo Braide; o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, representando o Governador do Maranhão, Flávio Dino; a deputada estadual do Solidariedade, Helena Duailibe; a delegada e coordenadora das delegacias de atendimento e enfrentamento à violência contra a mulher do Estado, Kazumi Tanaka; o coordenador arquidiocesano de São Luís, Délcio de Jesus; o vereador Raimundo Penha (PDT) e o vereador Jhonatan Soares (Coletivo Nós).

Além das participações dos integrantes da Mesa, também presentes os vereadores, João Batista Matos (Patriota), Karla Sarney (PSD) e Rosana da Saúde (Republicanos), que se manifestaram a respeito da campanha e parabenizaram a iniciativa da colega Concita Pinto, em solicitar a realização da audiência. O vereador Marlon Botão (PSB), acompanhou remotamente o debate.

Durante a audiência, foram respeitadas as recomendações sanitárias para evitar a disseminação e contágio do novo coronavírus. Alguns convidados participaram da solenidade remotamente, por meio de transmissões pela internet.

A campanha da fraternidade é realizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), anualmente, na Quaresma, período de 40 dias que antecede a Páscoa.